Share
Com entrega prevista para março, Alckmin estuda privatizar a Linha 13-Jade da CPTM

Com entrega prevista para março, Alckmin estuda privatizar a Linha 13-Jade da CPTM

A Linha 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) pode ser administrada pela iniciativa privada. É o que revela o governador Geraldo Alckmin (PSDB). O município de Guarulhos contará nesta extensão com as estações Aeroporto e Cecap.
Apesar de não confirmar a possibilidade de privatização do trecho, Alckmin revelou que está sendo realizado estudo para viabilizar a operação. No entanto, o governador ressalta a necessidade de elaboração do processo de licitação. “Está sendo feito um estudo, mas ainda não foi lançado o edital”, sintetizou.

Com partida da estação Engenheiro Goulart, localizada na zona leste de São Paulo, a linha 13-Jade terá 12,2 Km de extensão. Assim que inaugurada, prevista para março do próximo ano, o custo total da obra deve atingir a marca dos R$ 2 bilhões, já que houve pouco mais de R$ 100 milhões em aditivos contratuais.

Inicialmente o projeto teria como propósito ser entregue antes da Copa do Mundo de 2014, porém, as obras iniciaram em dezembro de 2013 com nove meses depois do previsto. O governo do estado atribui o atraso na conclusão a falta de repasses do governo federal.

O HOJE apurou que o Ministério das Cidades havia prometido a quantia de R$ 250 milhões para financiar parte da linha. Por causa da demora, o governo estadual desistiu da verba para o projeto e fez um empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que tinha recursos disponíveis para reformas de estações.

Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto:Ivanildo Porto

1 Comentário neste post

  1. Que obra mais lenta.

    Responder

Deixe seu Comentário