No último ato do ano, a Câmara Municipal aprovou nesta segunda-feira (18) o orçamento do município de R$ 4,3 bilhões para 2018 e a subvenção de R$ 36 milhões para os hospitais Jesus, Maria e José (JJM) e Stella Maris. O Legislativo deixou para o ano que vem a votação da transição do regime trabalhista dos procuradores.

“O problema é que não veio o cálculo atuarial. Nos comprometemos com os vereadores em votar na volta dos trabalhos em 2018. E eles entenderam perfeitamente que não dava pra votar sem o cálculo atuarial e o impacto financeiro”, explicou o líder do governo na Câmara, Eduardo Carneiro (PSB).
Mesmo com a aprovação orçamentária, vereadores da oposição foram contrários ao projeto, alegando que há redução de investimentos em áreas sociais, principalmente na Saúde. O vereador Edmilson Souza (PT), líder da bancada de oposição, destacou a ausência de ações voltadas para o passe livre dentro do plano de ações da administração municipal.

“Vimos à redução de programas e de ações sociais no orçamento e, por isso, votamos contra. Infelizmente, o Executivo também não cumpriu sua promessa de colocar no orçamento de 2018 o passe livre”, lamentou.

Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br
Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here