A Liga Independente das Escolas de Samba de Guarulhos (Liesg) pretende cobrar posicionamento da administração municipal sobre os motivos que determinaram o cancelamento do desfile das escolas de samba no Carnaval deste ano. Com apoio da prefeitura, começou no último final de semana a apresentação dos blocos carnavalescos.

“A não realização dos desfiles durante a programação do Carnaval em Guarulhos nos dá mais tempo e fôlego para garantir que, em 2019, o desfile aconteça no porte exato que a cidade merece”, explica o subsecretário de Cultura, Adalmir Abreu.

Para Manoel Dionísio, presidente da Liesg, a ausência das escolas pode ser condicionada à falta de capacidade dos profissionais que estão á frente da Subsecretaria de Cultura. O dirigente, que também é conhecido como Pelé, afirma que a entidade pediu ao governo municipal apenas condições estruturais para a realização do evento.

Em comunicado, a Prefeitura de Guarulhos informou que, em parceria com a Liesg, não confirmada por seu presidente, decidiram pela não realização dos desfiles das escolas de samba, uma vez que a falta de recursos, de patrocinadores e o curto espaço de tempo para sua concretização poderiam prejudicar o desempenho das escolas guarulhenses.

Reportagem: Antônio Boaventura
[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here