O tradicional bloco da Banda Bicha realizará uma grande homenagem aos 100 anos do “velho guerreiro” Chacrinha. Neste sábado (03), a partir das 11h, os foliões percorrerão as principais vias de Guarulhos levando a cidade a entrar no clima de Carnaval. A concentração será próximo ao Teatro Adamastor, na rua Lídio Francisco de Santana.
Entre as principais atrações confirmadas estão Reinaldo, ex-vocalista do grupo Terra Samba, e Ninha, ex-Timbalada. Para celebrar os 100 anos do Chacrinha, a convidada especial será a ex-chacrete, Rita Cadilac.

A Banda Bicha é antiga, com mais de 40 anos, e se consolidou como o maior bloco de Carnaval de rua da cidade no ano de 2007. Atualmente conta com mais de cinco mil foliões, abadás personalizados, trios elétricos, percussionistas profissionais, área restrita de concentração de com shows e a presença de artistas.

Para ter acesso ao bloco, os homens precisam estar fantasiados de mulher, ou possuir o abadá, e as mulheres apenas o abadá. Além disso, a Banda Bicha apoia o movimento contra as infecções sexualmente transmissíveis colaborando com a distribuição de kits com preservativos.
História – A formação do grupo começou na década de 1970, quando em um sábado de Carnaval, um grupo de amigos se preparava para jogar futebol no tradicional campo dos Bancários. A concentração dos atletas, que ficava na rua Dom Pedro II, era todo dia recheada de conversas e muita agitação, até que tiveram a ideia de irem fantasiados de mulher para comemorar durante o sábado de Carnaval. Em 1976, o grupo estava mais organizado e contava com um número maior de integrantes. Isso facilitou para que a Banda Bicha fosse oficializada como um dos principais blocos de rua da cidade. Em 1980, os fundadores abriram espaço para novos entusiastas, disposto a dar continuidade ao bloco, com mais estrutura e organização, que angariou mais foliões durante os anos seguintes.

“Quem não se comunica se trumbica!”

“Quem não se comunica se trumbica!”, já diria Abelardo Barbosa, o saudoso Chacrinha. Conhecido como o Velho Guerreiro, graças à homenagem feita por Gilberto Gil na canção “Aquele Abraço”, o apresentador começou a ficar conhecido com um programa de músicas de Carnaval que lançou em 1943 na Rádio Fluminense: Rei Momo na Chacrinha, de onde veio a alcunha que o tornaria conhecido em todo o país.
Chacrinha faleceu no dia 30 de junho de 1988 de infarto do miocárdio e insuficiência respiratória (tinha câncer no pulmão) aos 70 anos. O último programa Cassino do Chacrinha foi ao ar em 2 de julho de 1988.

Serviço:
Sábado (03), às 11h
Endereço: Rua Lídio Francisco de Santana, próximo ao Teatro Adamastor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here