O maestro Fábio Bonvenuto, coordenador do Núcleo de Inclusão Musical do Conservatório Municipal de Guarulhos, compôs nesta terça-feira (13) a equipe de jurados do Carnaval paulistano. Ele e mais três jurados ficaram responsáveis por avaliar as escolas participantes no quesito bateria.

O convite foi feito pela Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo e contemplou os participantes com um curso de capacitação para que todos pudessem atuar na definição das notas de forma técnica e objetiva.

A indicação do maestro foi resultado do trabalho desenvolvido pelo Conservatório Municipal com o Projeto “Música do Silêncio”, iniciativa que oferece ensino de música para crianças, jovens e adultos com deficiência auditiva e visual. A escolha do maestro Fábio e dos demais jurados destaca profissionais que elaboram atividades musicais com reconhecimento e idoneidade em municípios da Grande São Paulo.

Emoção:

Bonvenuto se sentiu honrado pelo convite e descreveu sua emoção em participar como jurado dos desfiles do carnaval paulistano. “Confesso que foi uma experiência maravilhosa. Quando recebi o convite, fiquei apreensivo, por ser uma responsabilidade muito grande, mas a capacitação oferecida pela Liga deu conta de abordar toda a parte técnica da qual necessitava dominar para poder julgar as escolas”, explicou.

Como jurado, o maestro Bonvenuto ficou encarregado pelo julgamento das escolas de samba do grupo de Acesso 2, composto por escolas que disputavam uma vaga na categoria Especial. A grande vencedora dessa categoria foi a Mocidade Unida da Mooca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here