O Instituto Adolfo Lutz confirmou na tarde desta terça-feira, 20, o primeiro caso autóctone da doença no município de Guarulhos. Este foi o resultado da sorologia realizada em uma mulher de 20 anos, residente no Jardim Primavera, uma área de invasão de mata, portanto considerada silvestre. A vítima chegou a ser hospitalizada, mas já está em casa. O relatório também confirmou a morte de um homem de 80 anos, a sétima vítima de febre amarela na cidade. Morador do Jardim Cumbica ele teria contraído a doença em Nazaré Paulista e apresentou os primeiros sintomas em 19 de janeiro passado, evoluindo para óbito nove dias depois, no Hospital Carlos Chagas. De acordo com o registro efetuado pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de Guarulhos em ambos os casos as vítimas não tinham se vacinado.

O caso da mulher é o primeiro em que a febre amarela foi contraída no município. As informações são de que ela não saiu da cidade ou esteve em locais de risco, antes do inicio dos sintomas, que começaram a aparecer no dia 18 de janeiro. Três dias depois ela foi atendida no serviço de pronto-atendimento Maria Dirce e transferida para o Instituto Emilio Ribas, em São Paulo, na mesma data. O estado de saúde evoluiu satisfatoriamente, recebeu alta hospitalar no último dia 30 e passa bem.

Campanha continua em Guarulhos

Por conta dessas ocorrências, a Secretaria de Saúde reforça a importância da vacinação e fará uma operação casa a casa, no Jardim Primavera, para garantir a imunização dos moradores e freqüentadores do bairro. Como a mulher que residia em área de invasão no Jardim Primavera também circulou pelo Jardim Presidente Dutra, cartazes conclamando a população para se vacinar contra a febre amarela serão afixados em pontos de ônibus, igrejas, escolas e estabelecimentos comerciais da região.

A campanha de vacinação contra a febre amarela prossegue em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), sem necessidade de agendamento prévio a partir desta semana. As pessoas que moram ou freqüentam regiões próximas de mata devem procurar a unidade mais próxima de sua residência para se proteger contra a doença.

Neste sábado (24), cinco UBS vão funcionar das 8 às 16 horas, pelo programa Saúde Agora e também para vacinar população contra a febre amarela. São elas: Cavadas, Recreio São Jorge, Presidente Dutra, Pimentas e Nova Bonsucesso. Até o final da tarde desta segunda-feira (19) foram vacinadas contra a doença em Guarulhos 732.697 pessoas.

5 COMENTÁRIOS

  1. É normal a vacina já estar preparada na hora que entramos na saleta? Na UBS de Morros foi o que ocorreu ontém. A responsável por aplicar as vacinas retirou do compartimento que as mantém em temperatura adequada já desta forma. Eu, meu marido e os dois filhos tomamos. Sem falar que nem pareceu que foi aplicada. Nem sentimos a picada, nenhuma marca. É normal? Obrigada!

    • Como a administração é subcutânea não sentimos tanta dor, mas a picada
      O mal das pessoas é associar qualquer tratamento ou medicação à dor…..
      Agora quanto as vacinas estarem prontas não é problema o problema é a temperatura esta é adequada
      Pior foram as pessoas que foram à redes particulares de vacina e foram levadas tomando observem o fluxo tirem dúvidas na hora não saiam questionando um trabalho que está sendo feito simultaneamente com a rotina normal das ubs sem deixar de atender ninguém

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here