Fortes cobranças de vereadores por melhorias na condução da prestação de serviço da saúde para a população foram motivos para que a sessão desta terça-feira (20) na Câmara Municipal pudesse ser encerrada antes do previsto. A base de apoio ao Executivo conseguiu encerrar os trabalhos no plenário antes do previsto e acirrou os ânimos entre os parlamentares.
Entre as cobranças realizadas pelos vereadores estava a reforma do Pronto Atendimento do Jardim Paraíso, que foi fechado em dezembro do ano passado.

“Pessoas estão reclamando e indo a São Paulo em busca de médicos por que a cidade não está fornecendo atendimento. Isso também se estende aos funcionários da Saúde. Eles estão desgastados, sem incentivos e sem condições adequadas de trabalho”, denunciou o vereador Thiago Surfista (PRTB).

O vereador Rafael Zampronio (PSB) lamentou que a discussão. “A questão é pessoal e de saber se comportar em público. Existem duas palavras que parecem iguais, mas semanticamente são totalmente diferentes, que é o conflito e o confronto. Isso aqui é um parlamento para se discutir. O problema é quando parte para o confronto e foi isso que ocorreu”, explicou Zampronio.

Antônio Boaventura
antonioboaventura@guarulhoshoje.com.br
Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here