A Comissão Especial de Estudos, que avalia os motivos que levaram a direção da GruAirport a proibir que empresas do tipo delivery entregassem refeições para os funcionários do Aeroporto, praticamente encerrou os trabalhos. Os vereadores Marcelo Seminaldo (PT), Eduardo Carneiro (PSB), Acácio Portella (PP) e Luís da Sede (PRTB) receberam na manhã desta quinta-feira (1°) dois representantes do Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos (Sindigru). Convidado a dar detalhes sobre esta situação, um dos diretores da entidade, Ronnie Von Batista de Araújo, informou que o problema foi resolvido.

Os vereadores haviam se programado para receber ainda, entre outros, representantes da GRU Airport, mas a informação foi bem-vinda. “Depois que se noticiou a instalação desta comissão, a GRU Airport não faz mais restrições à vinda dos entregadores”, explicou Araújo. “Os restaurantes do aeroporto cobram preços muito altos, os trabalhadores não têm condições de custear suas refeições, por isso preferem encomendar o almoço ou jantar, geralmente muito mais baratos”, comentou.

Um dos conselheiros fiscais do Sindicato, Cláudio Chagas Cruz, foi além. Segundo ele, desde que privatizaram o aeroporto, tem havido uma crescente precarização do trabalho. “Cada comércio cobra o que quer, não há uma regulamentação interna sobre isso, fica difícil para quem trabalha no local”, enfatizou Cruz.

Eduardo Carneiro ficou feliz com a notícia: “É sinal que nosso trabalho alcançou os objetivos”, salientou. O presidente da Comissão, Marcelo Seminaldo, lembrou que, além da elaboração do relatório de trabalho, ainda há missões a cumprir. “Vamos ao aeroporto conferir se essa situação está tranquila e tentar levantar outras demandas”, adiantou Seminaldo. Ele crê na possibilidade de uma nova frente parlamentar ser instalada na Câmara para continuamente tratar de situações ligadas ao aeroporto, uma vez que sempre surgem denúncias relativas àquele equipamento.

1 COMENTÁRIO

  1. Tem que abrir a Ponte de acesso à jamil zarif também: para melhorar o acesso de todos que moram nos bairros são João, soberana e outros. Se quisermos ir no aeroporto temos que dar a volta pelo secap ! Isso é um absurdo e ninguém toma providência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here