A Polícia Federal (PF), prendeu nesta sexta-feira (23), no Aeroporto Internacional de São Paulo, um passageiro desembarcando com três gatos e um cão em condições insalubres.

Policiais federais, acionados por servidores da Receita Federal e Vigiagro, prenderam um passageiro, nacional da Rússia e 43 anos de idade, ao tentar desembarcar de voo proveniente da Bulgária trazendo consigo três gatos da raça Maine Coon e um cão da raça Pekingese, em condições insalubres e sem a devida documentação legal, que autorizasse o seu ingresso no país. O homem teria tentado burlar a fiscalização, dirigindo-se ao canal de inspeção “nada a declarar”, mas foi selecionado pelos servidores da Receita Federal para inspeção. Dentro de uma caixa, própria para acondicionar um único animal, cheirando a urina e com fezes, foram encontrados três gatos e em uma outra caixa havia um cão. A PF foi informada que o valor dos animais apreendidos é de aproximadamente 30 mil reais e que mesmo passageiro já havia sido flagrado anteriormente com outros três gatos anestesiados dentro de sua bagagem. O preso disse ter trazido os animais para serem entregues a compradores aqui no Brasil e que eles o estariam aguardando no desembarque. Uma equipe de policiais diligenciou ao saguão do aeroporto e localizou os supostos compradores, uma brasileira e um alemão, e os conduziram à delegacia onde foram ouvidos e liberados. Eles disseram aos policiais que desconheciam a condição de maus-tratos a que os animais estavam submetidos.

Os animais foram entregues a depositários fiéis e o preso será encaminhado ao presídio estadual onde permanecerá à disposição da Justiça, respondendo pelos crimes de falsidade ideológica, maus-tratos e descaminho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here