O médico canadense Pierre Simon, que integra os quadros de funcionários da Prefeitura desde 2008, foi preso em flagrante nesta quarta-feira (11) na Unidade Básica de Saúde (UBS) Dona Luiza, localizada no bairro dos Pimentas, por registrar suas digitais para controle do horário de expediente sem cumprir o mesmo. Por este ato, ele foi enquadrado no artigo 299 do Código Penal Brasileiro por cometer o crime de falsidade ideológica.

Diante deste quadro, o profissional foi conduzido ao 5º Distrito Policial para prestar seus esclarecimentos e na sequência direcionado ao 1º Distrito Policial onde foi encarcerado até a realização da audiência de custódia, marcada para acontecer nesta quinta-feira (12). Caso seja condenado, Simon pode pegar de 2 a 5 anos de prisão.  Ele foi indiciado sem direito a fiança.

*Maiores informações você confere na edição do HOJE desta quinta-feira (12).

6 COMENTÁRIOS

  1. Todos que estavam no plantão são cúmplice e deveria responder da mesma maneira que o médico! Eu fui nessa unidade dos pimentas meia noite não tinha ném um paciente só Eu mesmo assim tiveram a cara de pau de me falar que ia demorar eu passando mau depois de duas horas Eu ai chamar a polícia só assim fui atendido eo médico passou um medicamento que não tinha disponível no hospital resumindo não teve atendimento nem um falta de respeito com o cidadão!

    • Sou moradora de um bairro próximo e já dependi desse PA Maria Luiza sempre cheio e sem falar no humor desse médico, que trata os pacientes com desprezo e arrogância . Só acho que tem mais culpados . E QUANDO CHEGAVAM OS PACIENTES O QUE OS INFERMEIROS OS ATENDENTES FAZIAM ?PARABÉNS PARA POLICIA !!!!!!!!!

  2. Estranho a rede globo saber da operação sigilosa…além disso, vamos ver se a controladoria de Guarulhos vai lá na rua Iris, onde estão os apaniguados do prefeito. Esse fulano que comanda a cidade reduziu as equipes, insumos, etc. Vamos ver se eles tem coragem de mexer com eles!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here