Hamburgueria em São Paulo lança lanche para cães

A Bloody Hell Burger em São Paulo decidiu ampliar o cardápio e a clientela, e a partir deste sábado (21) oferecerá também um lanche criado especialmente para cães.
O Burger 4 Pet é feito com tapioca -que substitui o pão-, uma fatia de ricota, cenoura e acém -carne sem gordura. A novidade tem supervisão da nutricionista Paloma Dalloz e será encontrada em duas versões: a de 25 g, para cães pequenos (R$ 10), e a de 50 g, para os cachorros maiores (R$15).
A inspiração para o novo hambúrguer da casa veio de Guadalupe, ou Lupe, a chihuahua do empresário Maurício Torpocov. “Queria uma opção para que nós pudéssemos aproveitar uma refeição juntos.”
O lanche é feito sem condimentos e grelhado na chapa, mas sem gordura.

Para a nutricionista, a ideia não é fazer cachorro virar gente, mas aproveitar o momento de felicidade com toda a família. “O comer é um prazer social cada dia mais marcado na nossa sociedade, e com a proximidade desses filhos de quatro patas, por que não fazer disso um prazer para eles também?”, diz Paloma, tem especialização em nutrição clínica de cães e gatos.
Na hamburgueria, as mesas da entrada podem ser compartilhadas por cães e tutores. Haverá também potes com água para os animais.

HAMBÚRGER? PODE?

Nem todo alimento consumido por humanos pode ser dividido com o pet -chocolate e uva passa, por exemplo, são altamente tóxicos para cães.
Mas, no caso desse hambúrguer, todos os produtos são liberados para cachorros saudáveis.
O veterinário Antonio Marquesim afirma que o lanche só não poderia ser oferecido ao bichinho se fosse frito, já que a gordura saturada prejudica o organismo. E lembra que, caso o animal tenha algum tipo de alergia alimentar, o tutor deve buscar orientação antes de alguma mudança na dieta.

“Mas muitos tutores já conhecem a saúde do seu pet e, provavelmente, são orientados pelos veterinários”, diz.
A Bloody Hell Burger fica na rua Iaiá, 31 A, no Itaim Bibi. Neste sábado (21), a casa abre a partir das 13h, já com o Burger 4 Pet.

Reportagem: Lívia Marra

Crédito: Folhapress

Foto: Fábio Nunes Teixeira/PMG