Apesar da promessa de Iltonjorge Roque, subsecretário de Esporte, realizada no dia 1º de maio do ano passado, de reativar o tradicional ginásio Fioravante Ievorlino até o final de 2017, o ginásio permanece sem qualquer perspectiva em relação a sua ocupação.  A Prefeitura de Guarulhos conta com a captação de recursos liberada pelo governo do estado para solucionar o problema.

“Isso foi em função de toda minha empolgação, vontade e desejo da minha parte. Naquela época eu não tinha tanta experiência quanto à parte burocrática da gestão pública. Eu cheguei muito empolgado e com muita vontade. E a gente aprende que não é bem assim”, assim explicou o subsecretário ao ser relembrado da promessa.

Ele disse que o município obteve a certificação do governo do estado para inclusão no programa de incentivo ao desporto. Através deste mecanismo, Tom – como é mais conhecido – afirma que está trabalhando para a captação de recursos financeiros junto às empresas da cidade. A administração municipal pode captar, por meio do ICMS, a quantia aproximada de R$ 1,5 milhão.

Outro fator que, segundo Tom, colaborou para a inatividade do ginásio foi o processo de auditoria adotado pela prefeitura quanto a devolução do ginásio emprestado ao Falcões Moto Clube, que teve a permissão da Secretaria de Cultura durante a gestão do ex-prefeito Sebastião Almeida para utilização.

“Tivemos que fazer uma sindicância. O dia em que o Falcões entregou o Fioravante estava tudo em ordem. O vandalismo veio depois, entre setembro e janeiro de 2017”, concluiu.

A Prefeitura de Guarulhos também informou que a Subsecretaria de Esporte estava aguardando a aprovação da licitação para consertar a fiação elétrica. Agora, depende apenas da chegada do material. De acordo com a pasta, o Fioravante Iervolino será reaberto apenas para treinamentos das equipes de handebol, futsal e voleibol.

Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here