Em apenas cinco meses, 30 tacógrafos já foram roubados dos ônibus intermunicipais de Guarulhos, de acordo com dados da Guarupass. O último roubo ocorreu na noite desta quinta-feira (03), quando seis homens que estariam armados desceram em dois veículos, e anunciaram o roubo na rua Taió com a avenida José Miguel Ackel, no Jardim Angélica.

Os bandidos teriam roubado cinco tacógrafos, mas na ação, nenhuma pessoa teria ficado ferida. “A maioria dos roubos são em ônibus intermunicipais, e eles sempre aproveitam para realizar o roubo no ponto final”, afirmou um motorista que preferiu não se identificar, revelando que somente um tacógrafo com o painel todo pode custar até R$ 2.800.

Com o roubo da noite desta quinta-feira, os ônibus foram retirados de circulação às 20h30 na região do Jardim Angélica, Vila Any e Jardim Leblon, prejudicando moradores que retornavam do trabalho ou da faculdade para as suas casas. A Secretaria de Transportes e Trânsito (STT), não respondeu sobre o recolhimento dos ônibus para a garagem por conta da falta de segurança, porém, afirmou que nas linhas municipais não foram registradas nenhum tipo de problema.

Questionada, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), afirmou que somente a Guarupass iria se pronunciar. A empresa confirmou o roubo, e afirmou que dos 30 casos ocorridos neste ano, 22 foram no ponto final do Jardim Angélica, seis no Jardim Cumbica e dois na Vila Any.

“Em decorrência do furto ou roubo do tacógrafo, os ônibus são retirados da operação para reparo do sistema e instalação de novos equipamentos, procedimento que leva aproximadamente três dias. Os carros danificados são substituídos pelas empresas operadoras a fim de prevenir quaisquer mudanças na dinâmica das linhas e horários do sistema de transporte”, afirmou em nota a Guarupass.

De acordo com o motorista que não quis ser identificado, o boletim de ocorrência foi registrado no 4° Distrito Policial. “A Polícia Civil de Guarulhos informa que foram registrados dois boletins de ocorrência sobre roubo e furto de tacógrafos na região mencionada. Ambos os casos estão sendo investigados por meio de inquérito policial instaurado pelo 4º DP do município, que realiza diligências para identificar e prender os autores”.

Reportagem: Ulisses Carvalho

ulissescarvalho@grupomgcom.com.br

Foto: Divulgação

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here