Obra de R$ 21 milhões no Soberana está parada e moradores reclamam de poeira e esgoto a céu aberto

Obra de R$ 21 milhões no Soberana está parada e moradores reclamam de poeira e esgoto a céu aberto

Um obra que começou em 2012 na avenida Minas Gerais, região do bairro Cidade Soberana, está parada há quatro meses, de acordo com o autônomo Amaury Rodrigues dos Santos, 38. A placa que está no local, mostra que o valor total é de R$ 21.103.595,47 milhões e o custeio envolve a União Federal, Ministério das Cidades, Caixa Econômica Federal e Prefeitura de Guarulhos.

O início da obra de acordo com a placa colocada no local foi em 29/02/2012, e o término estaria previsto para 31/12/2019, porém, de acordo Santos a obra está longe de ser terminada, pelo contrário, teria sido abandonada. “Antes tinham as máquinas aqui, agora até isso eles retiraram”, destacou o morador.

Se não bastasse uma obra parada, há também a falta de pavimentação na avenida e a poeira que está entrando nas casas. “Nada para limpo aqui em casa. Passa muito caminhão e ônibus, além do córrego que eles deixaram aberto sem nenhuma proteção”, destacou Santos, alegando que a mãe também sofre de sinusite, o que acaba piorando por conta da poeira.

A obra que está parada envolve desde a pavimentação na avenida, até a construção de um reservatório de controle de cheias na bacia hidrográfica do córrego Iguaçu e a parte de canalização na via.

A Secretaria de Obras afirmou que após o início das obras em 2012, houve a primeira paralisação por questões ambientais, porém, a retomada em 2013, houve nova paralisação por seis meses devido à existências de vestígios indígenas nas escavações. “Após a readequação do projeto, a empresa contratada mostrou-se sem condições financeiras para permanecer na execução da obra, o que ocasionou diversos atrasos no cronograma. No momento este contrato está em fase de rescisão com aplicação de multa para a empresa.  Posteriormente, a Proguaru deverá assumir o contrato para finalizar a pavimentação e a execução do canal, e uma nova licitação será realizada para a construção do reservatório”.

Reportagem: Ulisses Carvalho

ulissescarvalho@grupomgcom.com.br

Deixe seu Comentário