Empresa que ganhar licitação do lixo deverá implantar reciclagem

A Prefeitura de Guarulhos deve abrir no segundo semestre o processo de licitação para contratar uma nova empresa para a prestação de serviço de coleta de lixo. Dentro desta proposta, o ganhador do certame terá como uma das obrigações à implantação de sistema para reciclagem de pilhas, baterias e equipamentos eletrônicos.

Esta é considerada uma operação de custo acessível ou baixo. Em média, o custo da reciclagem destes itens é de R$ 100 por tonelada. Baterias e pilhas contêm metais pesados como níquel, chumbo e mercúrio, que podem trazer sérios danos ao meio ambiente como intoxicação do solo e contaminação dos rios.

“Essa é uma questão que quem tem que dar a destinação correta são os fabricantes. Nós nos reunimos para implementar novas ações. Temos um grupo para tratar da questão da logística reversa. Os fabricantes e os comerciantes têm de dar a destinação correta”, explicou o secretário de Serviços Públicos, Edmilson Americano.

Atualmente, é possível encontrar locais para descartes destes materiais específicos em poucos lugares da cidade como estabelecimentos de grandes redes de supermercados. Para melhorar o processo, a administração pública trabalha propostas para que a legislação federal possa ser cumprida e dar o destino adequado a estes itens.

“Criamos um grupo para desenvolver ações para que possa ser cumprida a legislação federal. A população não sabe onde joga e acaba jogando junto com o lixo comum. Em Guarulhos temos alguns lugares para esta destinação, que precisam de divulgação. Nós queremos criar um programa sério e de fácil acesso para a população”, concluiu.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto