Sem manutenção e fiscalização, mato alto e buracos tomam conta das calçadas da cidade

Sem a devida manutenção e fiscalização pela prefeitura, as calçadas da cidade estão em condições deploráveis. Esta foi a constatação do HOJE, que percorreu algumas ruas do município e registrou reclamações de moradores sobre as condições das calçadas ou passeio de ruas e avenidas. Eles revelaram que a falta de estrutura e os buracos são os principais obstáculos encontrados no dia a dia.

E não é somente a falta de infraestrutura que incomoda os transeuntes, mas também o risco iminente de acidentes. Na rua Bahia com a rua Recife, localizadas no bairro de Vila Rosália, um trecho daquela calçada está tomado por buracos e mato impedindo e dificultando o acesso ao passeio pelos pedestres, que precisam fazer a travessia pela via.

“A calçada [está] toda esburacada e com o mato alto, parecendo casa abandonada. Colocam as pessoas que transitam, por ali, em perigo e [com risco de] serem atropeladas, pois nesta esquina viram a maioria dos veículos, inclusive ónibus que vem do Jardim do Papai em direção aos bairros de Vila Rosália e Jd. Rosa de França”, declarou Ana Maria Rodrigues, moradora da Vila Rosália.

Próximo do Terminal Metropolitano de Ônibus da Vila Galvão, no bairro de Vila Galvão, a aposentada Lúcia Palmira, 78 anos, revelou que por muito não se acidentou por conta de um buraco na calçada. Ela ressaltou que tem problema na articulação de seus joelhos e precisa de um equipamento de apoio para trafegar no passeio.

“Eu tenho dificuldade para andar nestas calçadas por conta dos buracos e o tamanho deles. Isso prejudica a minha locomoção. Precisam melhorar as condições delas para que todos possam andar de forma segura”, disse Palmira.

De acordo com a Lei Municipal n.º 3573/1990, a responsabilidade pela manutenção das calçadas ou passeio é do proprietário do imóvel. Em caso de autuação, o responsável pelo imóvel pode ser punido com multa que varia entre R$ 50 e R$ 1.000. A prefeitura não se pronunciou sobre o assunto.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto