Prevista para ser encerrada em agosto, CEI do Aeroporto deve ser prorrogada

Com previsão para encerrar seus trabalhos no dia 5 do próximo mês, a Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga a postura da GRU Airport, concessionária responsável pela gestão do Aeroporto Internacional de São Paulo–Guarulhos, em Cumbica, em relação às leis municipais, deve ser prorrogado não mais por 30 dias, mas por tempo indeterminado.

“Vou prorrogar o período dos trabalhos da comissão. E pela importância e relevância do tema não terá uma data específica para terminar. Pode ser que dure uma legislatura. O mais importante não é o prazo do término e sim o resultado do trabalho realizado”, observou o presidente da comissão, vereador Marcelo Seminaldo (PT).

Ele também já autorizou à Câmara Municipal o envio do relatório elaborado pela CEI sobre a proibição de entrega de comida dentro do aeroporto por parte da GRU Airport ao Ministério Público Estadual (MPE).

Representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) defenderam em reunião da comissão a união com a prefeitura e a GRU Airport na fiscalização dos 200 estabelecimentos comerciais instalados no aeroporto. “Ficou claro que é impossível para a Anvisa fiscalizar adequadamente todo o aeroporto com apenas 12 funcionários. Sem ter o apoio da vigilância sanitária de Guarulhos é temerário para as milhares de pessoas que diariamente frequentam o local consumir remédios ou comprar medicamentos“, concluiu.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Vera Jursys