Ex-marido é o principal suspeito de matar jovem em apartamento na Vila Galvão

O ajudante Alef Pires da Conceição, 24, é o principal suspeito de assassinar a jovem com quem foi casado por quatro anos, Érica Maria Souza da Silva, 24, no bairro da Vila Galvão. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Conceição está foragido e foi expedido um mandado de prisão preventiva.

O corpo da jovem teria sido encontrado neste domingo (29), às 13h, no apartamento de Conceição, localizado na rua Diva, n° 219, no bairro da Vila Galvão, pela ex-sogra da jovem, que não teve o nome divulgado. De acordo com o boletim de ocorrência, o corpo de Érica estava embaixo da cama do ajudante.

“Ele estava ameaçando a Érica porque ela estava namorando”, disse a irmã da vítima, a recepcionista Elizangela Maria Souza da Silva, 18, alegando que a morte teria ocorrido por asfixia, o que não foi confirmado pela SSP, que revelou ter sido requisitada a perícia e o exame necroscópico.

Os dois foram casados por quatro anos, e tiveram duas filhas, segundo Elizangela, uma de quatro anos e outra de cinco.  Érica teria se separado de Conceição há dois meses, quando decidiu ir morar na casa da manhã, na região da Vila Fátima, enquanto o ajudante foi morar na Vila Galvão.

A jovem estava desaparecida desde quarta-feira (25). No sábado (28), segundo o boletim de ocorrência, o pai da vítima relatou que o ex-marido foi até a casa da vítima para visitar uma das filhas do casal e que durante a visita, teria questionado Conceição sobre o paradeiro da filha, porém, o jovem teria afirmado que a Érica foi vista pela última vez na quarta-feira.

“A última vez que vi ele online nas redes sociais foi neste domingo e logo depois ele sumiu”, afirmou Elizangela, que afirmou ao HOJE acreditar que a irmã tenha sido assassinada na quarta-feira. O boletim de ocorrência foi lavrado no 2° Distrito Policial como homicídio qualificado e feminicídio.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]