Por conta do regulamento das competições, a equipe masculina de vôlei do Corinthians-Guarulhos não poderá mandar seus jogos no ginásio Arnaldo José Celeste, na Ponte Grande, caso alcance as fases semifinal e final das competições que irá disputar nesta temporada em função da estrutura para recebimento do público e a logística utilizada pelas emissoras de televisão que transmitem os jogos.

“Existe uma questão de logística que o vôlei têm, inclusive, o tapete que acaba utilizando do ginásio, já que outras modalidades também acabam usando. Mas, as fases finais – semifinais e finais -, nós vamos fazer dentro do parque São Jorge, até por que por questão de regulamento nós não podemos jogar na Ponte Grande por conta da capacidade”, explicou Anderson Marsilli, gestor da equipe alvinegra.

Já Luiz Vagner Alcântara, diretor-adjunto de esportes terrestres do Corinthians, afirma que o propósito é ampliar o número de jogos da equipe no ginásio do Parque São Jorge, na zona leste da cidade de São Paulo. Entretanto, existe a possibilidade de que os compromissos como mandante sejam alternados entre a Ponte Grande e a estrutura do próprio clube no bairro do Tatuapé.

“A ideia é essa mesmo. A estrutura lá [Parque São Jorge] é muito boa e [comporta] quase três mil pessoas. No ano passado jogamos contra o Cruzeiro lá”, disse Luiz Vagner Alcântara, diretor-adjunto de esportes terrestres do Corinthians.

A equipe já entrará em quadra na abertura do Campeonato Paulista, que começa dia 10 de agosto. O elenco, que na temporada 2017/18 conquistou a Taça Ouro e foi vice-campeão do Campeonato Paulista, tem Serginho como coordenador técnico e o reforço do levantador Marcelinho, ex-Seleção Brasileira. O time também renovou a parceria com o clube e a Prefeitura de Guarulhos por mais dois anos.

Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here