Dos 34 vereadores de Guarulhos, 26% são candidatos nas eleições

A campanha eleitoral teve início na quinta-feira (16) com os candidatos divulgando seus nomes e propostas para conquistar o voto dos eleitores. Na Câmara Municipal de Guarulhos, dos 34 vereadores, 26% estão na disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativo do Estado de São Paulo (Alesp) ou no Congresso Nacional. Os nove parlamentares envolvidos se dividem entre a campanha e as sessões parlamentares.

“Eu acho que Guarulhos precisa ter representantes, tanto em nível federal quanto estadual. Eu não aceito uma cidade com 1,4 milhão de habitantes não ter seus representantes, seja na Assembleia ou na Câmara dos Deputados”, disse o vereador Lauri Rocha (PSDB), candidato a deputado federal.

Atualmente, Guarulhos conta com pouco mais de 814 mil eleitores aptos ao voto em outubro, quando serão eleitos o governador de São Paulo, senadores, deputados estaduais e federais, e presidente da República. Na última eleição, quatro representantes da cidade foram eleitos para ocupar uma das 94 cadeiras da Alesp: Alencar Santana (PT), Auriel Brito (PT), Gileno Gomes (Pros) e Jorge Wilson (PRB).

“É muito importante sair candidatos do nosso município. Em caso de eleição, podemos ter uma grande representatividade na Alesp. O ganho é claro, isso por que teremos a oportunidade de ajudar o prefeito com emendas voltadas para o município e ajudar a construir uma cidade mais próspera”, declarou o vereador e vice-presidente da Câmara, Pastor Anistaldo (PSC), candidato a deputado estadual.

Entretanto, há também quem entenda que este não é o momento ideal para concorrer tanto no legislativo estadual quanto no federal. Dono de sete mandatos no parlamento guarulhense, o vereador Geraldo Celestino (PSDB), ressalta que seu empenho será dedicado aos trabalhos oriundos de seu mandato como vereador e também nas campanhas de Lauri Rocha e João Thomaz, candidato a deputado estadual.

“Foi uma decisão particular e familiar. E achei melhor não sair candidato neste momento. Quem sabe num futuro podemos tentar voos mais altos, mas por enquanto prefiro ficar como vereador”, concluiu Celestino.

Antônio Boaventura

[email protected]

Foto: Ivanildo Porto