Usuária não consegue vacinar filhos na UBS Jovaia

Com o objetivo de atualizar a vacinação dos filhos, a dona de casa Patrícia Alves Abe, 35, alega que no sábado (18), foi até a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jovaia, localizada na avenida Brigadeiro Faria Lima, n° 1361, no bairro Jardim Jovaia, porém, os próprios funcionários da unidade teriam recusado aplicar a vacina mesmo sem a presença de nenhum outro usuário, alegando que no final de semana só iria receber a dose quem precisava da vacina contra a Poliomielite ou Sarampo.

“Eles recusaram a aplicar a vacina nos meus filhos, mesmo sem a presença de ninguém”, destacou a mãe, alegando que levou a filha de oito anos, que precisava da dose contra a gripe, além do filho de 11 anos e a outra de filha de 15, ambos precisando da dose contra o HPV, porém, nenhum conseguiu tomar, já que os funcionários disseram que só vacinavam as pessoas da campanha.

A reportagem do HOJE entrou em contato com a Secretaria de Saúde, que em nota, também alegou que todas as unidades as UBSs abriram para esta finalidade. “Excepcionalmente neste sábado (18) foi Dia de Mobilização Nacional contra a Poliomielite e o Sarampo. Sendo assim, todas as UBS abriram para esta finalidade, ou seja, intensificar a imunização de entre 12 meses até quatro anos, 11 meses e 29 dias (menores de cinco anos) contra essas duas doenças. Vale esclarecer que as demais doses do calendário vacinal podem ser encontradas diariamente, durante a semana, em todas as UBS e também nas aberturas de unidades aos sábados pelo Programa Saúde Agora”.

De acordo com a mãe, todas as vacinas que os filhos precisavam tomar na unidade estavam em estoque.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected].br