Condenado pela morte de Mércia, Mizael solicita para a Justiça assistência médica fora do presídio

Preso na penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo, após ser condenado pelo assassinato da ex-namorada Mércia Nakashima, em um crime que ocorreu no ano de 2010, o detento Mizael Bispo de Souza, solicitou à Justiça para ter assistência médica fora do presídio. Esse pedido teria sido solicitado no final do passado, porém, recebeu nessa semana um parecer contrário do Ministério Público.

O advogado do detento alega que ele precisa realizar exames cardiológicos em um ambiente mais adequado, além de solicitar escolta durante a execução dos exames. Souza realiza acompanhamento médico na cadeia com o cardiologista desde o ano passado.

A decisão sobre a assistência médica fora da penitenciária ficará com a Vara de Execuções Criminais (VEC), que ainda não tem prazo definido para decidir se aceita ou recusa o pedido. O detento foi condenado a 22 anos e oito meses pela morte da ex-namorada.