Mãe alega que funcionários do Hospital da Criança teriam machucado mão de bebê

Mãe alega que funcionários do Hospital da Criança teriam machucado mão de bebê

A dona de casa Lucimara Mendes, 27,  alega que os próprios funcionários do Hospital Municipal da Criança e do Adolescente (HMCA), localizado na rua José Maurício, n° 191, na região central, teriam machucado a mão do seu filho, de apenas um mês, ao realizar um pequeno furo para ser medicado com soro, de acordo com Lucimara.

“Eles apertaram demais a mão dele, que ficou toda ferida, além de pingar sangue e estar descascando”, destacou a mãe, insatisfeita com o serviço prestado no hospital, ameaçando procurar a Justiça, além de alegar que o HMCA estaria abandonado, mesmo diante da troca de gestão recentemente.

O bebê foi internado com Bronquiolite, uma infecção comum em crianças, gerando um acúmulo de líquido nos pulmões, tendo como principal incidência, o período do inverno. O bebê recebeu alta na quinta-feira (6), e de acordo com Lucimara, a desculpa do hospital seria que o seu filho teve uma alergia ao esparadrapo.

“A enfermeira deve ter machucado ele. Mesmo após a alta, a mão continua vermelha e está descascando como se fosse queimadura”, disse Lucimara. A reportagem do HOJE questionou a Secretaria de Saúde sobre o problema, que esclareceu que o erro não se trata de conduta profissional.

“Com relação ao questionamento sobre o HMCA, a Secretaria de Saúde esclarece que não se trata de erro de conduta profissional, mas o que a criança teve foi uma dermatite de contato por esparadrapo/ micropore. No entanto, ela foi medicada e a lesão já está em processo de cicatrização”.

Reportagem: Ulisses Carvalho

ulissescarvalho@grupomgcom.com.br

Deixe seu Comentário