Indicada pelo líder do governo, vereador Eduardo Carneiro (PSB), a Câmara Municipal deve oficializar na próxima terça-feira (18) a abertura da Comissão Especial de Estudo (CEE) para analisar as contas do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) dos últimos 16 anos. Declaração do superintendente da autarquia, Ibrahim Faouzi El Kadi, que vazou à imprensa, aponta suposto desvio de quase R$ 5 bilhões neste período.

No entanto, a bancada petista composta por sete parlamentares também tentava emplacar a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para tratar do assunto. Entretanto, segundo apuração do HOJE, apenas os vereadores do PT presentes no plenário assinaram o pedido; os petistas Maurício Brinquinho e Marcelo Seminaldo estavam ausentes.

“A minha maior preocupação é o que está por trás disso. É a demissão de funcionários concursados do Saae, que vão perder os seus empregos”, argumentou o líder da oposição, vereador Edmilson Souza (PT).

Carneiro usou como justificativa para a abertura da CEE e não da CEI, o processo que originou a instalação da Comissão Especial de Inquérito que investiga a conduta e postura do GRU Airport, concessionária responsável pela gestão do Aeroporto Internacional de São Paulo–Guarulhos, em Cumbica, com a legislação municipal, que começou como estudo e se tornou uma investigação após sua conclusão. A sugestão do pessebista teve o apoio de 16 parlamentares, cinco a mais que o necessário.

“Com o desenrolar da CEE do GRU Airport se viu a necessidade de realmente abrir uma Comissão Especial de Inquérito. Eu faço essa analogia também no presente caso do Saae. Foi feito uma colocação pelo superintendente, que vazou este áudio, e esta é a nossa sugestão. Espero que esta Casa tenha a responsabilidade de fazer o levantamento da veracidade de todos estes itens”, concluiu.

Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto: Ivanildo Porto

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here