Morre ex-presidente do TJ/SP e professor da FIG Guarulhos

O desembargador Celso Luiz Limongi, que além de ex-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), também atuou como professor no Centro Universitário Metropolitano de São Paulo (FIG-Unimesp) morreu neste domingo (23). O velório ocorreu no Cemitério de Congonhas, localizado na rua Ministro Álvaro de Souza Lima, n°101, no Jardim Marajoara, em São Paulo, até às 13h desta segunda-feira (24), no mesmo local onde haverá o sepultamento.

Em nota, a FIG de Guarulhos lamentou a morte do professor. “O Centro Universitário Metropolitano de São Paulo (FIG -Unimesp) e seus alunos comunicam, com profundo pesar, o falecimento do seu Professor Dr. Celso Luiz Limongi, no último domingo (23). Limongi foi também ex-Presidente do TJSP, ex-Ministro do STJ e ex-Presidente da AMB. Um professor que, além de ensinar técnicas jurídicas com maestria, ministrava aulas de vida”.

Limongi se formou na Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), no ano de 1966, iniciando a carreira no judiciário em 1968, na cidade de Pirassununga, interior de São Paulo. No ano de 1988, foi empossado como desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), atuando no Órgão Especial e também na 12ª Câmara Criminal.

A causa da morte não foi divulgada, e através do site oficial, a Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo, divulgou uma nota de pesar sobre o falecimento de Limongi. “Era um homem vocacionado à Justiça, admirador por todos não só por sua competência técnica, mas especialmente por ser um grande conciliador”, lembrou o presidente da OAB SP, Marcos da Costa.

A presidência do TJSP decretou luto oficial de três dias no Poder Judiciário paulista. Após a aposentadoria, Limongi criou a Limongi Sociedade de Advogados, escritório que atuava também em tribunais superiores.