STF julga cancelamento de títulos de eleitor; em Guarulhos são 148 mil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) conclui a assinatura digital e lacração dos sistemas eleitorais que serão usados nas eleições de outubro (José Cruz/Agência Brasil)

Foto: José Cruz/Abr

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar nesta quarta-feira, 26, a ação do Partido Socialista Brasileiro (PSB) que contesta o cancelamento de título de eleitores que não realizaram o cadastramento biométrico obrigatório. O ministro Luís Roberto Barroso, relator do processo, avisou que levaria a ação para ser julgada e o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, a incluiu na pauta desta quarta.

Nesta segunda-feira, 24, em manifestação ao STF, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, afirmou que eventual suspensão do cancelamento de títulos de eleitor implicará o comprometimento do calendário eleitoral, destacando ainda “elevados custos exigidos” para o refazimento de diversas etapas do pleito. O primeiro turno das eleições está marcado para o dia 7 de outubro.

Em documento com mais de 200 páginas, a presidente do TSE destaca que não comparecer ao recadastramento não cancela automaticamente o título de eleitor. Cerca de 5,6 milhões não compareceram ao processo de revisão geral. Segundo o TSE, 3,3 milhões de títulos foram cancelados. A biometria, segundo Rosa Weber, é um dos itens da revisão.

Na cidade de Guarulhos, o número de títulos cancelados foi de 148 mil, segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).

 

zona eleitoral município títulos cancelados
176ª ZE GUARULHOS 22.022
185ª ZE GUARULHOS 21.072
278ª ZE GUARULHOS 19.794
279ª ZE GUARULHOS 21.356
393ª ZE GUARULHOS 22.072
394ª ZE GUARULHOS 20.652
395ª ZE GUARULHOS 21.032
TOTAL 148.000