Garotos tailandeses presos em caverna ficam retidos no Aeroporto de Guarulhos após ter voo cancelado

O grupo de 12 garotos tailandeses da equipe conhecida como Javalis Selvagens, que ficaram presos por duas semanas em uma caverna na Tailândia, ficaram retidos no Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos nesta sexta-feira (5), após ter o voo para a Argentina cancelado, pelo motivo da greve dos aeroviários.

O voo dos garotos que chegou na noite desta quinta-feira (04), em Guarulhos, e  tinha previsão de escala no aeroporto, porém, como houve o problema com o avião, os garotos foram deslocados para um hotel, e durante esta sexta-feira, os garotos realizaram um passeio pela cidade de São Paulo.

Os garotos foram convidados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), para participarem da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos da Juventude, que ocorre neste sábado (6), na cidade de Buenos Aires, na Argentina. O novo voo dos meninos partiu de Guarulhos às 18h35 desta sexta-feira.

Além dos garotos, acompanham a equipe também os familiares e o técnico da equipe, Ekaphol Chantawong, 25. O caso dos Javalis Selvagens repercutiu após os garotos ficarem presos em uma caverna na Tailândia, devido a cheia de um rio.

Os meninos ficaram presos na caverna do dia 23 de junho até dia 10 de julho, quando o último membro da equipe foi resgatado.