A Secretaria de Saúde realizará neste sábado (27) mais um grande mutirão de coleta de papanicolau (de prevenção do câncer do colo de útero), com a abertura de todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), das 8 às 16 horas, para a realização do exame. A iniciativa, que integra a programação do Outubro Rosa – mês dedicado à saúde feminina – é destinada a toda mulher que já iniciou a atividade sexual, independente de idade ou de agendamento prévio e mesmo sem pedido médico.

O papanicolau é um exame preventivo, indolor, simples e rápido de fazer, por meio do qual é possível detectar lesões sugestivas de câncer no colo do útero de maneira precoce, e fazer o diagnóstico da doença bem no início, antes que a mulher apresente sintomas. As mulheres que participarem do mutirão devem retornar à UBS onde foi realizada a coleta, na data marcada, para pegar o resultado e receber orientações. Tão importante quanto realizar o exame é buscar o laudo e apresentá-lo ao médico ou ao enfermeiro.

Detecção precoce eleva chance de cura a 100%

O câncer do colo do útero, também chamado de cervical, é causado pela infecção persistente por alguns tipos (chamados oncogênicos) do Papilomavírus Humano – HPV. A infecção genital por este vírus é muito frequente e não causa a doença na maioria das vezes. Entretanto, em alguns casos, podem ocorrer alterações celulares, as quais são facilmente descobertas no papanicolau, têm 100% de chances de cura, mas também podem evoluir para o câncer se não tratadas em tempo oportuno.

Segundo o Inca – Instituto Nacional de Câncer – o câncer do colo do útero é o terceiro tumor mais frequente na população feminina, atrás do câncer de mama e do colorretal, e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. Ainda de acordo com o Inca, a prova de que o país avançou na sua capacidade de realizar diagnóstico precoce é que na década de 1990, 70% dos casos diagnosticados eram da doença invasiva, que corresponde ao estágio mais agressivo. Atualmente, 44% dos casos são de lesão precursora do câncer, ou seja, localizada.

Vacina disponível no SUS

A vacina contra o HPV disponível pelo SUS, que até 2014 somente podia ser encontrada em clínicas particulares, protege em 70% a incidência do câncer de colo de útero e em 90% as verrugas genitais causadas pelo papilomavírus, além de evitar o câncer de pênis. É indicada para meninas entre nove e 14 anos, bem como para meninos entre 11 e 14 anos, que somente ficam protegidos contra a doença com a administração de duas doses, sendo a segunda aplicada seis meses depois da primeira.

Por isso, é importante continuar a prevenção da doença com a realização do exame de papanicolau, além do uso de preservativo quando iniciada a vida sexual, uma vez que a vacina não previne todos os tipos de HPV nem as outras doenças sexualmente transmissíveis. Segundo o INCA, a estimativa é de que 16.370 casos novos de câncer do colo de útero sejam diagnosticados no país este ano.

1 COMENTÁRIO

  1. A UBS da ponte grande disse que tem que agendar porém sei que não é necessário neste dia de mutirão e preciso que órgãos responsáveis fiquem atentos, obrigada

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here