PF prende passageiros tentando embarcar com 10 kg de cocaína no Aeroporto de Guarulhos

A Polícia Federal prendeu em ações distintas, no Aeroporto Internacional de São Paulo, entre os dias 20 e 21/11, passageiros identificados pela Receita Federal tentando embarcar com droga.

Servidores da Receita Federal no dia (20/11), ao fiscalizarem bagagens despachadas em um voo com destino à Maputo, localizaram uma mala com conteúdo suspeito ao passar pelo raio-x. Após a mala ser aberta e vistoriada, foi constatado que no seu interior havia várias latas de doce de leite. Ao abrirem uma das latas, constataram a presença de um pó branco, que deu resultado positivo para cocaína, após o teste. A Policia Federal localizou o passageiro, um sul-africano, de 57 anos, que tinha como destino final Moçambique. Após reconhecer que a mala era de sua propriedade, foi conduzido até a sede policial, onde foi constatado que, dentro das latas, havia aproximadamente quatro quilos de cocaína.

Em outra ação realizada hoje (21/11), servidores da Receita Federal inspecionavam bagagens despachadas de um voo com destino à Addis Ababa/ Etiópia, com o auxílio do raio-x e cães farejadores, quando localizaram duas bagagens com conteúdo suspeito. A primeira mala foi aberta e passou a ser vistoriada. No seu interior havia cinco latas de doce em calda. Uma das latas foi aberta e o seu conteúdo foi submetido ao narcoteste, dando resultado positivo para cocaína. Os policiais federais localizaram a passageira responsável pela bagagem, uma brasileira, de 27 anos, que embarcaria em voo para Brazzaville, na República do Congo. Após confirmar que a mala em questão era de sua propriedade, foi conduzida até a delegacia, onde foi constato um volume de cinco quilos de cocaína nas latas de doce em calda.

Em outra mala, foram encontrados, com auxílio das imagens de raio-x, sapatos com conteúdo suspeito. Um dos pares foi perfurado, a fim de verificar a existência de entorpecentes. O perfurador revelou um pó branco, que foi submetido ao narcoteste, dando resultado positivo para cocaína. O nigeriano, de 50 anos, confirmou que a mala era de sua propriedade e foi conduzido para delegacia. Ficou constatado que havia cocaína na sola de quatro pares de sapatos, inclusive o que ele estava usando, somando um volume de oitocentos e cinquenta e seis gramas de cocaína.

Os presos serão encaminhados ao presídio estadual, onde ficaram à disposição da Justiça.