Empresa guarulhense de tecnologia é acusada de aplicar golpes em clientes

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

A empresa de tecnologia Naville Brasil, com endereço na rua Luiz Gama, n° 258, na região central, está sendo acusada por diversos clientes de não realizar os serviços propostos no contrato. A Naville seria responsável pelo desenvolvimento de aplicativos em Android e iOS, e em seu site oficial, alega ter como clientes a Editora Escala e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Uma das empresas que teria sofrido com o golpe foi a Obenlog, localizada na região do Bela Vista, em São Paulo, teve um contrato realizado com a instituição guarulhense no inicio do ano no valor de R$ 35 mil. “O prazo de entrega era de seis meses, pagamos a entrada, a primeira parcela e a segunda, porém, nenhum serviço foi executado e gastamos R$ 6 mil”, disse o proprietário da Obenlog, Leandro Rabelo, 40, que alegou ter visitado a empresa.

Atualmente através de um grupo de WhatsApp com pessoas que teriam sofrido o mesmo golpe, tenta reunir as supostas vítimas para registrar um boletim de ocorrência contra a Naville Brasil.

O HOJE apurou que há pessoas de São Paulo, Campinas, Recife e Bauru, que também teriam sido lesadas. “Nos contratos que tive acesso, empresa estava com atraso de serviço a 43 clientes”, destacou um ex-funcionário, que trabalhou por apenas três meses na empresa e pediu para não ser identificado.

Em nota, a Editora Escala destacou que houve um contrato com a empresa, porém, o serviço não foi executado. “A Editora Escala fez sim um contrato com a empresa Naville Brasil para a criação de APPs, porém, após vários prazos descumpridos até a presente data o trabalho não foi executado. O uso da marca Escala no site da empresa já foi questionado, e a retirada solicitada. A Editora Escala está tomando as medidas cabíveis”.

Já a CPTM, destacou que não possui nenhum contrato com a empresa. “A CPTM não possui contrato com a Naville Brasil, sendo que essa empresa não consta no cadastro do Siafem (Sistema de Pagamentos do Governo do Estado de São Paulo). Além disso, a empresa está usando o logo da CPTM sem autorização e a companhia tomará as medidas cabíveis”.

Empresa afirma que está recebendo falsas acusações

A Naville alegou em nota que está regularmente estabelecida, cumprindo com as obrigações legais, e que vem recebendo falsas acusações nos últimos meses. “Infelizmente, não obstante o enorme esforço promovido pela Naville em busca da completa satisfação de todos os seus clientes, é possível acontecer, em casos pontuais, eventual desentendimento comercial, fato este que não é exclusividade da Naville ou de qualquer outra empresa sediada no país, porém nos últimos meses estamos recebendo sérias e falsas acusações que fez com que a empresa entrasse com ações judiciais contra essas pessoas (algumas já distribuídas e disponíveis para consulta)”.

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) destacou que a empresa Naville Tecnologia do Brasil Eirelli tem o Certificado de Licenciamento Integrado (CLI), mas nos cadastros o endereço consta como rua Oswaldo Cruz, n° 258, esquina da rua Luiz Gama. O Procon afirmou que no período de 2016 a 2018, não houve nenhuma reclamação.

Foto: Ivanildo Porto