Motorista não consegue chegar ao trabalho após mais de duas horas parada na Dutra

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Para os motoristas que se deslocaram na manhã desta segunda-feira (11), pela rodovia Presidente Dutra e Marginal Tietê, a situação foi caótica, e muitos chegaram até a desistir de ir ao trabalho, após a lentidão na rodovia. Em Guarulhos, a monitora Kátia Denis Kleparde, saiu de casa de carro no Jardim Iporanga para seguir ao trabalho, que fica próximo a ponte da Vila Guilherme, na Marginal Tietê, porém, não conseguiu e decidiu retornar para casa.

“Saí às 7h05 e encontrei a Dutra praticamente parada, principalmente a pista expressa e também entre o limite de Guarulhos com São Paulo”, alegou em entrevista telefônica ao HOJE. Kátia desistiu de seguir ao trabalho e chegou em casa pouco depois das 10h. “Somente no meu serviço, mais de 12 pessoas não conseguiram chegar”, lembrou.

De acordo com dados da CCR Nova Dutra, a concessionária responsável pela rodovia Presidente Dutra, até às 11h49, a pista sentido Rio de Janeiro –São Paulo estava com tráfego lento na via expressa, devido a alagamento, do km 219 até o final do km 231. Além do trânsito, de acordo com Kátia, também houve uma colisão entre veículos na pista expressa.

Segundo a monitora, enquanto esteve parada com o veículo na rodovia, teria percebido que diversos motoristas estariam com o carro desligado na própria Dutra e também na Marginal, já que o tráfego de veículos não estava fluindo. Em Guarulhos, até o momento, houve nove quedas de árvores e alagamentos nos bairros da Vila Any e Jardim Izildinha.

Nas principais vias da cidade, às 11h50, como avenida Paulo Faccini e avenida Tiradentes, o tráfego de veículos  já voltou a fluir normalmente.

Foto: Divulgação