Comércios em Guarulhos desrespeitam a lei estadual que proíbe canudos plásticos

Antônio Boaventura

[email protected]

Uma semana da promulgação pelo governador João Doria (PSDB) da lei, que proíbe em todo estado de São Paulo o uso do canudo plástico, os estabelecimentos comerciais de Guarulhos, como restaurantes e lanchonetes, não vêm cumprindo a nova legislação estadual. A multa pode chegar a R$ 5.306,00.

De acordo com a lei, restaurantes, padarias, hotéis, clubes noturnos e eventos musicais e outros estabelecimentos comerciais devem deixar de fornecer o canudo plástico. É permitido apenas o canudo biodegradável, item encontrado pela reportagem em apenas uma lanchonete da região central.

“É lei e temos que cumprir. Ainda não recebemos fiscais, mas é melhor evitar e dessa forma estamos contribuindo com a natureza”, disse o gerente Evandro Santos, 46 anos.

Por outro lado, ainda há quem defenda a utilização do canudo plástico. Para estes comerciantes, o governo deveria se preocupar com questões como transporte, saúde e zeladoria.

“Eles estão preocupados com coisas insignificantes. Deveriam se preocupar com a iluminação pública, o asfalto das ruas e melhorar a saúde. Agora implicar com canudos? Sinceramente, não dá para acreditar”, criticou o atendente Alexandre Caetano, 36.

O governo do estado, por meio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente informou que a fiscalização da lei nos municípios serão definidas na regulamentação, que segundo a pasta ainda está sendo elaborada.

Foto: Ivanildo Porto