Guarulhos participa de Congresso de Educação com municípios do noroeste paulista

A Prefeitura de Guarulhos participou do encerramento do 6º Congresso Internacional de Educação do Noroeste Paulista (Cienp) em Votuporanga na última sexta-feira (19). A partir do tema “Protagonismo social como conceito de totalidade”, uma das palestras finais do encontro abordou soluções para a educação pública e a troca de experiências entre os participantes, contando com a participação de mais de 2 mil profissionais da área de educação de municípios do noroeste paulista.

O subsecretário de Educação de Guarulhos, Fernando Moraes, falou sobre a importância de aprender sobre solidariedade, aceitação e alteridade social, além das metodologias de ensino. “Não importam os métodos de educação, técnicas de escolarização e alfabetização se não trabalharmos a questão humana. É necessário entender as diferenças, a importância do respeito ao próximo e transmitir esses valores para nossos alunos”, comentou.

Com foco na temática do 6º Cienp, Moraes ressaltou o papel do educando como protagonista que não esmorece diante da adversidade, trabalhando suas competências humanas e sociais. “Devemos ter a percepção do outro e entender que o meio e o coletivo são uma realidade, e que é indispensável viver ‘no’ meio e não viver ‘do’meio”, destacou o subsecretário.

Nesta edição, o congresso aconteceu entre os dias 17 e 19 de julho e teve como objetivo trabalhar o tema “Competências Socioemocionais e os Processos Educativos para o Século XXI”. O encontro também contou com a presença de profissionais reconhecidos nacional e internacionalmente, como Leandro Karnal, Nino Paixão e Luciana Brites.

Cienp

O Congresso Internacional de Educação do Noroeste Paulista é uma iniciativa do Arranjo do Desenvolvimento da Educação do Noroeste do Estado de São Paulo (ADE Noroeste Paulista), com a colaboração de instituições parceiras. O ADE Noroeste Paulista conta com 1.850 educadores de 64 municípios do interior, contemplando mais de 61 mil alunos da educação básica de 290 escolas públicas municipais e impactando 680 mil habitantes que compõe o arranjo.

Os ADEs nasceram de uma iniciativa do movimento Todos Pela Educação. São agrupamentos de municípios com características sociais e econômicas semelhantes, dentro de uma determinada região, que tenham o interesse de abordar soluções em grupo, trocar experiências sobre questões educacionais e formar redes locais de educação com foco no aprendizado dos alunos.