Guarulhos já registrou 17 mortes por meningite neste ano

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Somente neste ano, a cidade de Guarulhos já registrou 17 óbitos em decorrência da meningite, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde. Até o momento, foram confirmados 169 casos da doença, sendo de acordo com a secretaria, a Cantareira, como a região do município com maior número de casos da meningite.

Em comparação com o ano passado, houve 261 casos da doença, com 45 mortes registradas. Os tipos de meningite são a viral, que pode ser causada por vírus ou bactérias, sendo a forma mais comum da doença, e geralmente atinge bebês e crianças. Já a meningite bacteriana, é mais grave, e deve ser tratada com urgência, podendo danificar o cérebro e até causar infecção generalizada pelo corpo.

Os principais sintomas da doença são dores intensas de cabeça, além de vômito e até manchas na pele. De acordo com a secretaria, as vacinas que o Sistema Único de Saúde (SUS), oferta no calendário básico de imunização previnem contra vários agentes causadores da meningite, como a BCG, que previne a meningite tuberculosa, além da pentavalente, aplicada aos dois, quatro e seis meses (previne contra meningite por Haemofilos Influenzae b).

Outras vacinas são a Pneumocócica 10 v, aplicada aos dois e aos quatro meses e um reforço com um ano (previne contra meningite pneumocócica  -10 tipos). A Meningite C: aos três e aos cinco meses, mais um reforço com um ano. Pessoas entre 11 a 14 anos devem ter uma dose (previne contra a  meningite meningocócica do tipo C).

Já a SCR, de acordo com a secretaria, são duas doses, sendo uma aos 12 meses e outra aos 15 meses, quando também é aplicada a vacina contra a varicela. Pessoas até 29 anos devem ter duas doses, independentemente da época da vida em que foi vacinada. De 30 a 59 anos, uma dose. Esta vacina previne contra meningite por sarampo e caxumba.

Questionada sobre como faz para combater a doença, a secretaria informou que a Vigilância Epidemiológica, em parceria  com o Programa Saúde na Escola (PSE), realizou no mês de maio, palestras  com orientações  sobre  a doença para as diretoras das escolas da rede municipal e para as duas Diretorias de Ensino Estadual – Norte e Sul. “A Secretaria de Saúde também realiza, mediante as notificações dos casos, orientações sobre todas as medidas de controle da doença aos serviços de saúde, familiares, escolas e outros locais da comunidade. Além disso, é importante destacar que o SUS disponibiliza vacina contra a meningite do sorotipo C (Meningo C), que integra o calendário básico do Programa Nacional de Imunização e cujas doses estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde”.