Agentes encontram maconha escondida em pedaços de linguiça na penitenciária de Guarulhos

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que, no último final de semana (19 e 20 de outubro), servidores do Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Giovani Martins” e da Penitenciária “Desembargador Adriano Marrey”, de Guarulhos, estabelecimentos penais administrados pela Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Metropolitana de São Paulo (Coremetro), apreenderam ilícitos com visitantes.
       
Na Penitenciária os agentes de segurança apreenderam 29 invólucros contendo ilícito característico à maconha escondidos em pedaços de linguiça. O entorpecente era levado por uma visitante da unidade prisional e foi encontrado a partir de procedimento de revista de alimentação, realizado por Raio-X. A visitante foi encaminhada ao 4° Distrito Policial para a elaboração de Boletim de Ocorrência e demais providências necessárias.

Já no CDP a companheira de um sentenciado foi flagrada com ilícitos característicos à maconha e à cocaína escondidos em seu corpo. O invólucro com os ilícitos foi visto a partir das imagens do escâner corporal, usado para revista mecânica dos visitantes. Além dos entorpecentes, a mulher também levava dentro do pacote recortes de papel de seda. O caso foi registrado no 4° Distrito Policial de Guarulhos.

Deve-se observar que visitas flagradas tentando adentrar com objetos ilícitos em unidades prisionais são automaticamente suspensas do rol de visita.