Corpo de Bombeiros revela que apenas o edifício garagem do aeroporto possui AVCB

Antônio Boaventura

[email protected]

Em mais um encontro da Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal, que investiga a relação do GRU Airport, gestor responsável pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos–São Paulo, em Cumbica, com a legislação local, o comando do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros revelou que apenas o edifício garagem possui o Auto de Vistoria (AVCB) para funcionamento.

De acordo com o major Adriano Martins, o AVCB do Terminal 1 expirou em abril de 2019 e não foi renovado. No Terminal 3 a validade do AVCB venceu em agosto de 2019 e o AVCB do Terminal 2 nunca foi emitido. O edifício garagem é o único que possui AVCB, com validade até março de 2021. Aproximadamente 3,5 milhões de passageiros embarcam e desembarcam mensalmente no Aeroporto Internacional.

Martins ressaltou que o aeroporto é uma edificação tão complexa quanto uma cidade, e por isso é feito um esforço para evitar a interrupção das atividades. Entretanto, a segurança é prioridade. Hidrantes sem água e escadas obstruídas são alguns dos problemas verificados durante a vistoria, que analisou a execução das obras com base nos projetos técnicos. “Qualquer falha na prevenção pode causar a perda de uma vida”, alertou.

O presidente da CEI, vereador João Dárcio (Podemos), afirmou que o artigo 40, do Decreto 63.911, criado em dezembro do ano passado pelo Governo do Estado, aumentou o poder de fiscalização dos bombeiros e autorizou, inclusive, a interdição das edificações que descumprirem as normas de segurança.

“Com base nisso foi deliberado pela comissão uma diligência de fiscalização em conjunto com o Corpo de Bombeiros com o objetivo de verificar in loco todas essas irregularidades e daí pra frente tomar todas as medidas cabíveis referentes ao caso”, concluiu.

Foto: Nico Rodrigues