Operação Guarulhos Mais Segura registra 23 prisões e 50 kg de drogas apreendidas

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Na manhã desta quarta-feira (13), às 10h, teve inicio no bairro do Parque Cecap a Operação Guarulhos Mais Segura, que contou com um total de 600 agentes entre Polícia Militar, Civil, Rodoviária Federal, Guarda Civil Municipal (GCM) e Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana (STMU).

Somente da PM, participaram 200 policiais militares com um total de 70 viaturas. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do estado de São Paulo (SSP), o objetivo dessa operação é a redução nos indicadores de criminalidade no município, por meio de mandados de prisão, além da ação contra crimes como tráfico de drogas, porte ilegal de armas e crimes contra o patrimônio.

A ação também contou com apoio do helicóptero Águia da Polícia Militar e do Pelicano, da Polícia Civil, além da presença do delegado geral de polícia, Ruy Ferraz Fontes e do delegado e diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro), Luís Storni. A operação também contou com o apoio da cavalaria da Polícia Militar, que realizou apoio na região do Bosque Maia.

Segundo a administração municipal, o resultado parcial da operação por volta das 17h, era de 489 pessoas abordadas, 162 veículos vistoriados, quatro veículos roubados recuperados, 23 prisões em flagrante, 26 procurados presos, 50 kg de drogas apreendidos, quatro armas retiradas de circulação, 12 estabelecimentos comerciais vistoriados e 800 litros de combustível que estavam armazenados de forma irregular.

Uma das prisões de procurados pela Justiça, ocorreu na rua Estrela do Oeste, na região do Jardim São Geraldo, onde a PM conseguiu deter um homem procurado pelo crime de tráfico de drogas e com o indivíduo foram apreendidos 12 kg de entorpecentes. O boletim de ocorrência foi registrado no 6° Distrito Policial.

Em outra ocorrência, policiais militares do 44° Batalhão detiveram um homem na Vila Nova Cumbica e apreenderam um revólver calibre 38, além de munições, uma máquina de choque e uma funcional da Polícia Civil. De acordo com a PM, o indivíduo já tinha mais de 10 ocorrências, entre elas, por se passar por falso policial.

Até o fechamento desta edição, a operação ainda continuava nas ruas da cidade.

Foto: Diego Santos/Divulgação PMG