‘A Capital do Lobisomem’ atrai pelas trilhas, cachoeiras e arte

A Estância Turística de Joanópolis, próxima da Serra da Mantiqueira (o que já é certeza de belas paisagens), é muito conhecida pelos visitantes por suas cachoeiras, trilhas, vegetação, montanhas, gastronomia e artesanato. É o lugar ideal para passar fins de semana e férias.

A Cachoeira dos Pretos é a mais frequentada e de mais fácil acesso, podendo ser avistada desde as suas proximidades, pela grande queda de água (154 metros de altura). O turista é bem recebido e é possível acessar facilmente a pé a principal queda d’água. Para chegar ao topo, há um serviço de jipes.

No caminho, há um restaurante que serve boa comida “caipira” caseira. Quem quiser se hospedar pode alugar um chalé no local. Há também a Cachoeira Escondida, um pouco mais retirada e encoberta pela mata ciliar. Mas nada complicado, basta continuar pela Estrada dos Pretos, a mesma da Cachoeira dos Pretos, que é de terra, para chegar ao local. 

Do Pico do Lopo, a caminho de Bragança Paulista, é possível avistar a Represa Jaguari-Jacareí, que faz parte do Sistema Cantareira, com o seu extenso espelho d’água. A vista é maravilhosa e é possível ver toda a cidade de Joanópolis e também a cidade de Extrema, no vizinho Estado de Minas Gerais.

Aproveite para visitar a cordilheira de montanhas chamada “Gigante Adormecido”. Nas proximidades de Bragança Paulista, Joanópolis, a “Joia da Mantiqueira”, fica a cerca de 170 km de São Paulo. O principal acesso é pela Rodovia Fernão Dias.

Uma curiosidade: Joanópolis é conhecida como A Capital do Lobisomem. Há muitas referências na cidade sobre o tema. O certo é que Joanópolis é uma cidade pequena e muito agradável, com belos locais turísticos para visitar, casarios antigos, folclore e artesanato.

Também é muito festeira. Além das comemorações de fim de ano e carnaval, a principal festa é a de São João Batista, no dia 24 de junho, com as danças de quadrilha típicas da época, shows, missas e procissões.