Com R$ 140 milhões, Proguaru tem o mesmo orçamento previsto de 2019 para 2020

Antônio Boaventura

[email protected]

A Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos (Proguaru) anunciou nesta quarta-feira (27), durante audiência pública da Lei Orçamentária Anual (LOA), que não haverá qualquer alteração em orçamento para o próximo ano. Assim como neste ano, a empresa de capital misto deve ter a sua disposição em 2020, o montante de R$ 140 milhões. Entretanto, o custo de suas atividades tem custo previsto de R$ 240 milhões.

Contudo, Francisco Carone, presidente da Proguaru, ressaltou que a diferença de R$ 100 milhões no orçamento será suplementada, através, da aquisição de novos contratos. Entre eles estão obras do Hospital Pimentas – Bonsucesso e de infraestrutura, além da prestação de serviços para as secretarias de Educação e Saúde.

“A Proguaru tem uma previsão de despesa de R$ 240 milhões. Nós temos um orçamento previsto entre R$ 140 e R$ 160 milhões. A diferença é obtida através de contratos. Nós temos contratos com a Educação e na Saúde para controle de portaria e de acesso, além da limpeza de escolas e UBSs”, explicou Carone.

Além do déficit orçamentário, o dirigente da empresa de capital misto revelou que uma das principais dificuldades está voltada para a remoção de resíduos. No período entre janeiro e outubro, a Proguaru recolheu 73 mil m³. De acordo com ele, o descarte acontece de forma contínua, o que segundo Carone, complica o trabalho de remoção.

“Esse é um dos nossos grandes problemas por que não para de acontecer o descarte. E ele é contínuo. Eles jogam e nós temos que estar retirando para a população”, encerrou.