Guarulhos contêm avanço do sarampo nos últimos dias

Antônio Boaventura

[email protected]

Guarulhos registrou neste ano, até o momento, 885 casos de sarampo, segundo informações da secretaria de Saúde. Entretanto, o número atual é o mesmo dos últimos sete dias. A região, que contempla os bairros próximos a Serra da Cantareira, e do Centro são as que mais registram casos da doença. Contudo, não houve nenhuma morte por conta dessa enfermidade.


Foram 125 casos em crianças menores de um ano, 128 casos na faixa etária de um a quatro anos e 31 casos entre as crianças de cinco a nove anos. Na primeira fase desta última Campanha Nacional destinada à faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, foram vacinadas 4.969 crianças.


Nesta última campanha que se encerrou dia 30 do mês passado, foram vacinados cerca de 1.700 jovens. Contudo, aqueles que estão na faixa etária entre 20 e 29 anos, ainda, são os mais atingidos pela doença. Neste cenário, o município registrou 273 casos. Ou seja, essa população representa 31% dos casos registrados.


Segundo o Ministério da Saúde, a vacina não é recomendada para gravidas. “A vacina é contraindicada durante a gestação, pois, são produzidas com o vírus do sarampo vivo, apesar de atenuado. A gestação tende a diminuir a imunidade da mulher, o que deixa o sistema imunológico mais vulnerável e, por isso, a vacina pode desenvolver a doença ou complicações”, destacou o ministério.


A transmissão do vírus ocorre de pessoa a pessoa, por via aérea, ao tossir, espirrar, falar ou respirar. “O sarampo é tão contagioso que uma pessoa infectada pode transmitir para 90% das pessoas próximas que não estejam imunes. A transmissão pode ocorrer entre quatro dias antes e quatro dias após o aparecimento das manchas vermelhas pelo corpo”, informou o ministério.