Câmara Municipal mantém número de extraordinárias dos últimos dois anos

Antônio Boaventura

[email protected]

Em seu primeiro ano de sua segunda gestão na presidência da Câmara Municipal, o vereador Professor Jesus (sem partido) conseguiu manter praticamente o mesmo número de sessões extraordinárias realizadas pelo vereador Eduardo Soltur (PSB), quando presidente em 2018. Naquele período, o pessebista convocou 49 sessões, enquanto Jesus realizou 48 no ano passado, segundo informações obtidas pelo HOJE.

Segundo Jesus, não existe a possibilidade de coibir e tampouco reduzir o número de realização das mesmas. Ele entende que elas precisam ser realizadas independente das circunstâncias, por se tratar, no entendimento dele, da votação e análise de temas importantes para o desenvolvimento do município.

“As sessões extraordinárias acontecem quando há um projeto de suma importância e grande relevância para o município. Diante disso, não tem dia e não tem hora. Precisa ser votado em sessão extraordinária”, explicou.

Foto: Ivanildo Porto