Prefeitura continua com ação de fiscalização em estabelecimentos

Divulgação/PMG

A Prefeitura de Guarulhos, mobilizando a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) e a Guarda Civil Municipal (GCM), com apoio da Polícia Militar (PM), tem realizado uma intensa ação de fiscalização a estabelecimentos comerciais com o intuito de cumprir o decreto municipal que determinou o fechamento do comércio não essencial como forma de evitar aglomerações que podem disseminar ainda mais a doença causada pelo novo coronavírus (Covid-19).

Nessa terça-feira (7) foram atendidas 51 denúncias, sendo que 25 dos estabelecimentos denunciados já se encontravam fechados, outros 17 estavam abertos por exercerem atividades permitidas, seis foram autuados e fechados e três não foram localizados.

Na estrada Guarulhos Nazaré, no Jardim São João, foram autuados e fechados três bares, sendo um com salão de cabeleireiro e outro com bilhar. Outro bar, na avenida Florestan Fernandes, Vila Nova Ponte Alta, foi autuado e fechado e por ser reincidente também foi multado. Os fiscais autuaram e fecharam outros dois estabelecimentos: uma adega na rua Flor da Serra, Vila Carmela, e uma tabacaria na rua Envira, Jardim Cumbica.

As equipes percorreram vários locais e constataram comércios fechados no Jardim Leblon, Jardim Centenário, avenida Jurema e vias próximas do Jardim Nova Cidade. Até uma lan house no Pimentas que tinha sido denunciada estava fechada.

Além de assegurar as ações de fiscalização da SDU, a GCM esclarece que está com seu efetivo nas ruas prestando orientações à população em pontos fixos e móveis, bem como percorrendo a cidade com viaturas equipadas com mensagens sonoras de modo a reforçar recomendações sobre a manutenção do isolamento.

Nesta terça-feira (7) a GCM atuou na orientação e dispersão de pessoas numa quadra de esportes no Jardim Fortaleza e em uma praça na rua Heitor dos Prazeres, Jardim Paraventi.

Estabelecimentos que não estão acatando as determinações da Prefeitura de Guarulhos sobre a suspensão das atividades devem ser denunciados pelo número 153, da GCM, ou na Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) pelos telefones 2453-6700 / 6701 / 6705.