Auxílio emergencial não chega à maioria da população

A reclamação de inúmeras pessoas que não conseguiram receber a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600, se confirmou na enquete do HOJE no Facebook (@GuarulhsHoje), que se encerrou neste domingo (19). Dos participantes, 92% disseram não ter recebido o benefício do governo federal. Por outro lado, apenas 8% afirmaram ter tido acesso ao auxílio emergencial.

A enquete do HOJE teve a participação de 3,5 mil pessoas, que responderam a pergunta: “Você conseguiu receber a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600?”

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão pediu neste final de semana à Caixa Econômica Federal que esclareça questões relacionadas ao suposto indeferimento de cerca de sete milhões de pedidos do Auxílio Emergencial criado em razão pandemia do novo coronavírus.

Em até três dias, a instituição deverá prestar informações sobre a divulgação dos fundamentos dos indeferimentos, sobre a possibilidade de alteração cadastral nos pedidos e também sobre os meios para registro de recursos, nos casos de negativa do benefício.

A solicitação foi feita em ofício enviado à presidência da Caixa pela procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat.

O número de brasileiros beneficiados pelo auxílio emergencial pode chegar a 75 milhões nas avaliações internas do governo. O benefício pago por três meses é voltado para trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais.

A previsão inicial do governo era a de que 54 milhões de brasileiros receberiam a ajuda com estimativa de que o programa custe R$ 98 bilhões aos cofres públicos.