Governo Doria tenta evitar reabertura do comércio em Guarulhos nesta sexta-feira

A antecipação da reabertura da economia em Guarulhos, conforme anunciado pelo prefeito Guti (PSD), nesta quarta-feira à noite, quando publicou novo decreto municipal que permite a abertura do comércio a partir desta sexta-feira, 12, desagradou o Governo de São Paulo.

Um ofício enviado pelo secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, ao chefe do Executivo guarulhense aponta que o Plano São Paulo, do governador João Doria (PSDB), permite a flexibilização para os municípios incluídos na faixa laranja vale somente a partir de segunda-feira, dia 15. 

No entanto, segundo informou Guti, a antecipação da reabertura para esta sexta-feira segue parâmetros técnicos, já que Guarulhos conseguiu baixar os índices de ocupação de UTI para pacientes Covid-19, que já chegaram a 100%, para 76,6% nesta quarta-feira. Além disto, a reabertura na Capital, onde os índices de contaminação pelo coronavírus é quase três vezes maior que em Guarulhos, nesta quinta-feira pode atrair consumidores guarulhenses para lá, aumentando a chance de a população local ficar doente. 

Durante suas lives, Guti ressaltou o fato de Guarulhos estar ligada diretamente à Capital, com vários bairros limítrofes, onde as pessoas precisam apenas atravessar uma rua ou ponte para mudar de cidade. “Além dos guarulhenses irem para São Paulo consumir, prejudicando o comércio daqui, há o grande risco de se contaminarem lá. A antecipação da reabertura de Guarulhos serve para proteger nossa população”, explicou. 

Quanto aos leitos de UTI, Guti destaca o fato de Guarulhos ter aumentado a oferta, com a locação de unidades junto à iniciativa privada e a construção de 10 novos no 3CGRU, o hospital de campanha, que passa a contar com 20 de alta complexidade. Até a semana que vem, outros 10 locados estarão à disponibilidade do serviço de saúde que se somarão a pelo menos mais 10 que serão oferecidos no HMU (Hospital Municipal de Urgências). Isto foi possível com a chegada de 20 respiradores do Governo Federal e outros 10 do estadual, após uma série de ações do prefeito.