Eleições 2020: PROS, PV e PSOL definem apoio para a disputa do 2º turno pela Prefeitura

Antônio Boaventura
[email protected]

Dos nove postulantes ao cargo de chefe do Poder Executivo que ficaram de fora da disputa do 2º turno deste pleito eleitoral, apenas três dele definiram, até o momento, seu posicionamento para esta etapa da eleição. PROS, PV e PSOL já se manifestaram suas decisões quanto a condição de apoiar o prefeito Guti (PSD), que busca sua reeleição, e Elói Pietá (PT), ex-prefeito entre os anos de 2001 e 2008.

Presidente do PROS, o vereador Eduardo Barreto declarou apoio ao prefeito Guti (PSD). De acordo com ele, o fato do atual administrador ter proximidade com o Governo Federal pesou em sua decisão, além de apresentar sugestões para que o mesmo possa implantar em um possível segundo mandato. Neste pleito eleitoral, ele obteve 2.426 votos, o que representa 0,42% dos votos válidos.

“Muitos dizem de como foi o governo do Pietá, mas sabemos que o ex-prefeito governou numa época em que a economia chegava a crescer 7% ao ano, além disso, ele tinha o telefone do ex-presidente Lula e conseguia verba para Guarulhos com muita facilidade. Infelizmente não vai mais ser assim, porque nós sabemos das questões partidárias que existem entre o governo federal e o PT e também entre o PT e o atual governo do estado”, declarou Barreto.

Em contrapartida, Janira Moraes, presidente do PV Guarulhos, entende que a proposta de Pietá é aquela que mais se aproxima do plano de governo apresentado por Jovino Cândido (PV), que concorreu ao pleito sob judice. “No primeiro turno, trabalhamos arduamente para levar nossa proposta através do candidato a prefeito Jovino Cândido e sua vice Pastora Arlete Ribeiro. Agora no segundo turno, o candidato Elói Pietá está compromissado com o Protocolo de Intenções do nosso Programa de Governo para colocar em prática em Guarulhos”, disse.

Já o PSOL, que tem em sua presidência Higor Mamede, classifica como importante propostas que possam estar alinhadas no campo da desigualdade social. Diante deste cenário, a legenda decidiu apoiar o petista Elói Pietá. “Entendemos que a união do campo progressista é essencial para derrotar o projeto vigente de retirada de direitos, privatizações, discriminação e ódio representado pelo bolsonarismo, em que Guti e seus parceiros se aliam”, diz trecho da nota do partido.

Contudo, PTB e PRTB informaram, através de seus presidentes que devem definir um possível apoio a qualquer um dos candidatos futuramente. A reportagem não conseguiu contato com a ex-vereadora Marisa de Sá, presidente do PCdoB, Fran Corrêa, mandatária do PSDB, Josinaldo Barros, presidente do PDT, e Flammarion Ruiz, presidente do PL, para declarar os respectivos posicionamentos sobre o 2º turno.