460 anos e o desafio de ser a segunda maior cidade do Estado de São Paulo

DCIM/100MEDIA/DJI_1042.JPG

Guarulhos chega aos 460 anos.

A segunda maior cidade do Estado de São Paulo. A 13ª do Brasil. Com importante destaque no cenário econômico nacional e protagonismo estadual.

Economia, população, fonte de renda, saúde, educação, lazer, assistência social. Tudo diretamente afetado e transformado em 2020 devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Os guarulhenses se viram em março em uma nova realidade. A quarentena e o isolamento social foram necessários para o combate ao inimigo invisível. No entanto, as consequências ainda persistem e agora a cidade se prepara para recomeçar, ainda sob o impacto econômico e social no cotidiano guarulhense. Junto com o recomeço há inúmeros desafios que o município terá pela frente para se preparar para o futuro.

No mês passado, o prefeito Guti (PSD) foi reeleito e, caberá a ele, dar os próximos passos para a retomada do crescimento da cidade. Segundo Guti, o coronavírus gerou uma queda de pelo menos R$ 600 milhões na arrecadação de impostos do município em decorrência da necessidade do fechamento do comércio.

Junto com esse problema, há ainda discussões sobre geração de emprego, moradia, mobilidade urbana, saneamento básico e uma cidade pós-covid que precisa ser planejada e pensada.

Dessa forma, o HOJE relacionou alguns dos desafios nas principais áreas que, se superados, farão com que Guarulhos avance ainda mais em qualidade de vida e destaque no cenário brasileiro.