Vereadores debatem medidas de combate à covid-19 em sessão parlamentar

A pauta de votação da Sessão Extraordinária virtual da Câmara de Guarulhos contava com 39 itens. Todavia, por causa da falta de parecer das Comissões Permanentes, a deliberação de alguns projetos de Lei e Resolução foi prejudicada.

        Diferentemente das proposituras que precisariam de parecer para apreciação, todos os requerimentos foram analisados. Durante a deliberação do requerimento 1081/2021, encaminhado por Marcia Taschetti (PP), que solicita informações sobre a UTI desativada no Hospital Municipal de Urgência (HMU), a autora justificou a propositura alegando a necessidade da reativação destes leitos para atendimento aos pacientes com Covid-19, uma vez que, segundo ela, foram desativados. 

Diversos parlamentares elogiaram a iniciativa da autora e, criticaram a situação da saúde na cidade. Porém, o vice-líder de Governo, Geraldo Celestino (PSC), afirmou que os problemas na área da saúde enfrentados pela cidade foram ocasionados, principalmente, por gestões passadas.

        O requerimento 1084/2021, assinado por Janete Rocha Pietá (PT), que solicita ao Executivo informações sobre o estoque de “kit intubação”, também rendeu vários posicionamentos, sendo a maioria deles favoráveis à iniciativa. Todavia, Gilvan Passos (PSD), líder de Governo, afirmou que a falta dos medicamentos não é exclusiva de Guarulhos, sendo o problema ocasionado principalmente por baixos níveis de distribuição das fabricantes.

        Por sua vez, o requerimento 1107/2021, proposto por Martello (PDT), que solicita à Prefeitura informações sobre servidores nomeados pela Proguaru também recebeu elogios. Os parlamentares que defenderam a propositura reafirmaram sua posição contrária sobre a possibilidade de fechamento da Proguaru, medida já aprovada por meio de projeto de Lei em 2020.

        Os três projetos de Lei que estavam prontos à votação foram apreciados. Em segunda discussão e votação o plenário aprovou o PL 1569/2019, encaminhado por Janete Rocha Pietá, que pretende alterar a Lei 7470, de 04 de maio de 2016, que dispõe sobre a consolidação da legislação municipal referente ao calendário oficial de eventos, conforme especifica, para incluir a Semana de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

        Também foram aprovados o substitutivo nº 1 ao projeto de Lei 2269/2020, proposto por Edmilson Souza (Psol), que pretende alterar a Lei 7839/2020 permitindo que possam ser feitos, de forma recreativa, passeios em carroças puxadas por cavalos e o substitutivo nº 1 PL 2284/2020, de autoria de Sandra Gileno (Patriota) e Serjão Inovação (PSD), que dispõe sobre a denominação oficial para a atual Rua Nove, localizada no loteamento Parque Flamengo, no bairro Morros de Rua Maria Rita Américo.

        Ainda durante a Sessão a vereadora Janete Rocha Pietá (PT), acompanhada de Maurício Brinquinho (PT), Pastor Anistaldo (PSC) e do presidente Martello (PDT) pediram um minuto de silêncio em homenagem às vítimas de Covid, sendo a solicitação prontamente atendida pela Mesa Diretora.