MP determina que prefeitura prenda quem burlar vacinação em Guarulhos

Depois do caso da médica veterinária, Jussara Sonner, moradora de Arujá, que admitiu em suas redes sociais que tomou três doses da vacina contra o coronavírus, o promotor Nadim Mazloum determinou nesta segunda-feira (05) que a prefeitura promova a prisão em flagrante de pessoas que fraudarem o esquema de vacinação na cidade.

No ofício, Mazloum determina que “sem prejuízo, a municipalidade deverá orientar os servidores a, em caso de tentativas de fraudes semelhantes, acionar a polícia militar ou a guarda municipal, e efetuar a prisão em flagrante com a imediata condução do infrator à delegacia de polícia mais próxima”.

Além disso, ele solicita informações sobre as medidas administrativas e judicias adotadas contra a veterinária. Jussara já havia tomado duas doses da Coronavac em Guarulhos, mas se aproveitou de uma brecha no sistema para tomar uma terceira dose, desta vez da Janssen e ainda debochou da situação em suas redes sociais. “Fui em um bairro meio que de favela em Guarulhos, onde não havia computadores para verificação online. Uma sorte! Anotaram meus dados numa folha timbrada. Quando cair no sistema será tarde demais”, afirmou.