Bolsonaro pede impeachment do ministro do STF, Alexandre de Moraes, ao Senado

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que já vinha prometendo há dias, enviou nesta sexta-feira (20) um pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), acusando-o de extrapolar os limites da Constituição. 

No documento de 102 páginas, Bolsonaro listou uma série do que considera irregularidades cometidas pelo ministro. O pedido, assinado pelo presidente e por Bruno Bianco, advogado-geral da União, solicita não somente a dispensa de Moraes do Supremo Tribunal Federal, mas também a inabilitação, por oito anos, para exercício de função pública. 

A cessão do pedido é de Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, que se posicionou afirmando que a análise não é recomendável para o Brasil. O pedido será numerado e  deferido à advocacia da Casa, segundo a Secretaria Geral do Senado. 

No último dia 4 de agosto, o ministro Alexandre de Moraes ordenou que o presidente fosse incluído no inquérito que apura divulgação de ‘fake news’ como investigado, após ataques de Bolsonaro à urna eletrônica. 

Nesta quinta-feira (19), Bolsonaro entrou no STF com uma ação a fim de impedir o tribunal de abrir o inquérito por iniciativa própria e sem pedido do Ministério Público Federal. 

O pedido na integra pode ser encontrado através deste link https://www.conjur.com.br/dl/bolsonaro-alexandre.pdf