Um saboroso roteiro gastronômico na deliciosa Gonçalves (MG)

Reginaldo Pupo

Início da tarde de uma quinta-feira. Em pleno inverno da Serra da Mantiqueira, os termômetros cravam 30º C a 1.350 metros de altitude acima do nível do mar. Após uma intensa manhã de passeios, trilhas, cavalgadas e cachoeiras, a fome começa a se manifestar.

É quando turistas que visitam a cidade de Gonçalves, sul de Minas Gerais, começam a busca por restaurantes para saciar a fome. E a cidade, distante 195km de Guarulhos, não deixa a desejar quando o assunto é gastronomia.

São restaurantes, gastrobares e cafés com gastronomia regional e também refinada, que agradam a todos os paladares. Em clima de serra, muitos aproveitam a característica típica da região para tornar as experiências gastronômicas ainda mais inesquecíveis.

É o caso do Restaurante Sauá (www.restaurantesaua.com.br). O empreendimento, que funciona desde 2002 na Pousada Bicho do Mato, sob o comando do chef Vitor Pompeu, está localizado na zona rural da cidade, no bairro do Sertão do Canta Galo. Do centro até o lugar são 7,5km de estrada de terra, além de um acesso de cerca de um quilômetro até o restaurante. Pelo caminho, paisagens cinematográficas de tirar o fôlego que valem cada quilômetro rodado!

A casa é uma das pioneiras na valorização dos produtos locais e regionais, aproveitando a diversidade da Mantiqueira, fortalecendo, desta forma, os pequenos produtores.

Os queijos regionais são alguns dos produtos oferecidos aos clientes, como o Curado na Chuva, da K-Braz, de Brazópolis (MG); o Queijo Pinheirinho, produzido no bairro de mesmo nome em Gonçalves; e o Queijo Borbinha, que é servido empanado, da queijaria Bolderini, de Pindamonhangaba (SP).

O Sauá tem em seu cardápio uma tábua de queijos com um mix de vários tipos da iguaria, como o Malacaxeta, da Bolderini; o Gran Parma, de Cachoeira de Minas (MG) e o queijo local do Sertão do Cantagalo.

Até as cervejas, como a 3 Orelhas, da própria cidade, e a Zalaz, da vizinha Paraisópolis (MG), além de vinhos como o Guaspari, de Espírito Santo do Pinhal (SP), o Luiz Porto, de Cordislândia (MG); e as cachaças artesanais, também são da região.

O medalhão de filé mignon ao molho de café com melado, a costelinha de porco ao barbecue de goiabada com purê de mandioquinha com crocante de couve, a truta ao molho de morango com pimenta com risoto de queijos da Mantiqueira são algumas das receitas criadas pelo Chef Vitor Pompeu mesclando a utilização de técnicas gastronômicas modernas com itens regionais.

Outra opção que os turistas podem buscar ao visitar Gonçalves é o Sabores da Mantiqueira Petit Bistrô (www.saboresdamantiqueira.com.br), localizado no bairro de São Sebastião das Três Orelhas. Com cardápio enxuto, mas com opções pra lá de saborosas, há mais de 10 anos a casa recebe os habitués e turistas em busca de opções gastronômicas, sempre acompanhadas por uma boa bebida, especialmente as artesanais.

Fazem sucesso na casa o escondidinho de carne seca ou shitake e o strogonoff de shitake, com arroz e batata palha. O penne ao pomodoro e o spaghetti ao pesto são as tradicionais massas do bistrô. Mas, antes, peça uma entradinha. As bruschettas tradicionais ou de shitake, o caldinho na xícara ou o famoso bisquice da casa são opções divinas.

O bistrô Sabores da Mantiqueira segue o conceito comfort food, uma comida que remeta às boas lembranças da infância, generosa e, claro, muito saborosa. A diversidade de sabores e composições agradam também aos paladares mais específicos, como vegetarianos e veganos. Parte dos ingredientes utilizados nas receitas é produzida pela própria casa, sem nenhum aditivo químico, com extremo cuidado nas demais escolhas.

PETISCOS NA NATUREZA

Se a ordem é apenas petiscar e bebericar, Gonçalves possui diversos barzinhos onde moradores e turistas se reúnem para aquele bate papo ao final da tarde. As cervejarias são o ponto de encontro preferido por unir tanto uma boa cerveja e saborosos petiscos.

Uma das mais procuradas é a Cervejaria 3 Orelhas (www.cervejaria3orelhas.com), situada no bairro São Sebastião das 3 Orelhas. Ampliada recentemente, a estrutura térrea e o mezanino proporcionam uma vista deslumbrante para as serras de Gonçalves, repletas de araucárias.

A maior influência da cervejaria artesanal é justamente a vivência junto à natureza e o ritmo que ela impõe. Sem pressa. As cervejas não são pasteurizadas, nem filtradas e não levam conservantes. Vão do campo ao copo.

As receitas das cervejas são produzidas de forma sazonal, de acordo com a safra dos produtos e insumos cultivados na Fazenda Santa Terezinha, onde está localizada a fábrica, o bar e o empório.

Para petiscar, o “Mió di Minas”, uma tábua de queijos artesanais da Mantiqueira servidos com barbecue de goiabada, pesto, chutney de tomate e pães artesanais, atende bem. Ou a linguiça artesanal de porco com cebola caramelizada, geleia de maracujá com pimenta e pães artesanais.

JANTAR RÚSTICO

Para curtir a noite ou voltar a bebericar com os amigos, novamente Gonçalves não deixa a desejar. Outro endereço certo é o Restaurante Janelas com Tramela (12 99749-5212), um gastrobar charmoso e descolado situado no burburinho de Gonçalves. Ele é frequentado pelos intelectuais locais e turistas e é uma (se não a única) opção de bar aberto até mais tarde, no centro.

E o ambiente, decorado com artigos de época, não poderia ser mais propício. O restaurante funciona em uma casa de esquina, construída em estilo colonial que reproduz casas produzidas em taipa, e, portanto, tem clima rústico que combina bem com a comida típica mineira, servida a la carte.

Antes que você se pergunte…. sim! As janelas têm tramelas! Os dois ambientes (varanda com vista para a rua e salão interno) são descontraídos, o que proporciona um bem-estar e faz o cliente sentir-se em casa.

GASTRONOMIA REFINADA

Turistas de Gonçalves se sentirão “em casa” com os restaurantes que apostam em uma gastronomia mais refinada, algo comum nos grandes centros urbanos. Na Gonçalves de sete mil habitantes tem espaço para pratos mais elaborados e com apresentação impecável.

Dois deles se destacam por apresentar essa proposta. O San Benedetto (35 99142-9206), comandado pelo Chef Rudney Andrade, é focado na comida típica mineira. As massas e molhos, que compõem outra especialidade da casa, a gastronomia italiana, são preparados com ingredientes produzidos na Mantiqueira.

O restaurante funciona em uma casa quase centenária bem no centro da cidade. Os ambientes interno, varandas e jardim são bem agradáveis. Aliás, o jardim é bem disputado pelos frequentadores pois proporciona uma experiência diferente. Para chegar até as mesas é preciso passar por um chão de pedriscos.

Tanta simplicidade e rusticidade combinam com os pratos elaborados pelo chef, que dá um toque mineiro e caipira às criações. Alguns deles, muito presentes em Minas Gerais, estão no cardápio, como a carne de lata, o torresmo e o bolinho de arroz, que são algumas das opções de entrada.

O “Mexidão Mineiro” é um dos representantes da culinária típica daquele estado. Embrulhado na folha de couve, vem com arroz, feijão fradinho, linguiça calabresa e de porco; ovos mexidos, tomate, cheiro verde, especiarias e farinha de milho.

O toque italiano está nas massas: nhoque, bavette, lasanha, parmegiana, risotos e o tradicional polpetone. O que leva o nome do restaurante é produzido recheado de muçarela, molho de tomate e aproximadamente 150g de massa bavette com molho bechamel branco.

FLOR DE ZUCCA

Inaugurado no último dia 27 de agosto, o Restaurante Flor de Zucca abriu as portas para oferecer mais uma opção gastronômica refinada em Gonçalves. Comandada pela Chef Kátia Reis, sua cozinha tem inspiração italiana e utiliza ingredientes de alta qualidade da região da Serra da Mantiqueira.

Tanto que o carro-chefe da casa é um dos ícones da culinária italiana, o raviolli. O especial da casa, Raviolli de Zucca, promete ser um sucesso.

O Raviolli de Zucca é produzido com massa fresca artesanal, recheada com purê de abóbora assada, especiarias, amêndoas, limão siciliano e queijo. Tudo muito saboroso, com temperos no ponto correto e ingredientes bem equilibrados.

Outras delícias italianas também podem ser encontradas por lá, como o queridinho dos brasileiros, o filé à parmegiana, e o talharim ao ragu de fraldinha.

DONNA PINHA

No caminho para Gonçalves, em Santo Antônio do Pinhal (SP), está o badalado Donna Pinha (www.donnapinha.com.br), da consagrada Chef Anouk, responsável pelas criações da casa. Ela escolhe pessoalmente os produtos, incluindo flores, ervas, folhas e hortaliças, sempre privilegiando o pequeno agricultor local, pois, para ela, com os insumos frescos, pode oferecer o verdadeiro sabor da culinária da montanha.

O menu é simples, a sofisticação está na criatividade, no ponto de cocção e nos temperos, mas que instigam a gula pelos olhos. O couvert oferece pão quentinho de fermentação natural feito na casa e servido em uma “torre” com oito tipos de patês.

E aos que não resistem a uma carne, o Medalhão Donna Pinha, com pinhões al dente, é ótima pedida. As trutas grelhadas são feitas com distintas combinações e a linguiça de truta, servida na pedra, é uma ótima opção de entrada.

A casa tem ambiente acolhedor, alegre, descontraído, ao som de piano, com ampla adega climatizada e imensa variedade de rótulos, sendo uma das maiores adegas e cartas de vinhos da região.

CAFÉ E PROSA

Quando a tarde vem caindo e aquele calor vai esvaindo-se dando lugar ao friozinho típico do inverno, um cafezinho artesanal quentinho com pão de queijo vem a calhar. Principalmente quando o café vem de fazendas da região e chega até às xícaras com muita qualidade.

Num cantinho charmoso e harmonioso no centrinho de Gonçalves, o Viva la Vida Café (31 99189-6711) é daqueles lugares que você permanece por longas horas, saboreando além do café, salgados assados na hora e doces típicos da região.

Durante a semana, moradores que trabalham nas redondezas são os frequentadores habituais. Aos finais de semana, turistas também têm a oportunidade de colocar a conversa em dia entre uma xícara e outra.

Pousada Espelho D´Água oferece hospedagem de frente para cachoeira com deck para as montanhas 

Imagine acordar após uma noite maravilhosa de sono, abrir as janelas e a porta e dar de cara com uma linda cachoeira? Na Pousada Espelho D´Água (www.pousadaespelhodagua.com.br) isso é possível, pois alguns de seus chalés estão de frente para a Cachoeira Sete Quedas, uma das mais procuradas e um dos principais atrativos turísticos de Gonçalves.  

Dormir com o som da queda d´água torna o sono ainda mais revigorante.  Os chalés que têm essa visão privilegiada possuem um deck contemplativo. Um convite para um brinde a dois ao por do sol nesta primavera que logo se aproxima. 

A pousada tem 14 chalés nas categorias duplex luxo, luxo com vista para a cachoeira, luxo com vista para a Serra da Mantiqueira e Vale Conjugados. 

Todos são equipados com lareira, hidromassagem, deck panorâmico, cama queen size e aquecimento a gás. Algumas unidades com hidro têm “parede” envidraçada com vista privilegiada para as montanhas. O empreendimento está localizado a cerca de 1,3 mil metros de altitude e a um quilômetro do centrinho da cidade. 

Em sua área externa, há um deck contemplativo fixado ao pé de uma árvore, de onde é possível observar a serra, as casinhas com suas chaminés e os gados pastando em pequenas fazendas. Um convite ao relaxamento e à reflexão. É possível ouvir, ao mesmo tempo, a cachoeira e o canto dos pássaros. Tudo para deixar os problemas na cidade grande para trás e aproveitar o descanso. 

Mas ainda há outras opções para quem quer se desplugar. Um redário, localizado num ponto mais privativo da pousada, pode ser utilizado para leitura ou simplesmente para um chá da tarde.  

Uma simples caminhada até a Cachoeira Sete Quedas, acompanhada por pássaros de diversas espécies e bugios, já é compensador. Na propriedade ainda é possível visitar a Praia de Pedra, a Cachoeira Véu da Noiva e a Cachoeira do Retiro. 

Que tal tomar o farto café da manhã feito no fogão à lenha “assistindo” a cachoeira de camarote!? O salão é espaçoso e envidraçado e sua varanda oferece uma vista fantástica da Cachoeira Sete Quedas e também para os morros que circundam o empreendimento. Assim, dá para fazer o desjejum sem pressa e curtir a paisagem.  

Hospede-se a exatos 1.492 metros em uma pousada encravada na Mantiqueira 

Com estilo rústico e situada a 1.492 metros de altitude, a Pousada Gonçalves (www.pousadagoncalves.com) é uma das mais lindas e altas da região. Um lugar que transmite muita paz, tranquilidade e sossego em meio a natureza, com uma vista privilegiada da Pedra do Barnabé.   

Os exclusivos seis chalés não possuem TV para que os hóspedes possam, de fato, ter total imersão ao ambiente de natureza. Mas para quem não dispensa um bom filme, há uma sala de TV com lareira nas dependências da pousada. Há ainda uma suíte à beira do lago e uma casa para locação para até quatro hóspedes. 

Situada no Vale do Campestre e encravada na Serra da Mantiqueira, está a 10km do centrinho de Gonçalves. Dentro de seus 2,3 alqueires, os hóspedes podem usufruir de três cachoeiras, dois rios. três lagos, trilhas, bosque de araucárias e sauna seca com ducha natural. Ótimo para quem procura turismo rural ecológico e de aventura. 

Nos arredores tem diversas atividades como passeios a cavalo, em jipes 4×4, boia cross, passeios noturnos, entre outras atividades. Os hóspedes têm nas proximidades a oportunidade de acessar pontos turísticos, ateliês e vários mirantes.  

As diárias incluem café da manhã, internet em todos os cômodos dos chalés, fogão a lenha na sede, mesa de sinuca, churrasqueira, sauna seca e restaurante à la carte.